Polícia Civil apreende 340 kg de cocaína em aeronave em MT; veja fotos

A droga apreendida pela polícia civil está avaliada em mais R$ 5 milhões

(Foto: Divulgação)

Cerca de 340 quilos de cloridrato de cocaína foram apreendidos pela Polícia Judiciária Civil, dentro de uma aeronave caída na zona rural do município de Pontes e Lacerda (448 km a Oeste de Cuiabá), após o avião fazer pouso forçado, na segunda-feira (16.06). A droga apreendida está avaliada em R$ 5 milhões.

Quatro homens foram presos em flagrante e além da droga, duas armas de fogo foram apreendidas. O piloto da aeronave, Avelino Astacio Santana, 59, descendente nacional da República Dominicana, e o boliviano, José Arias Aguirre, 47, foram autuados pelos crimes de tráfico e associação ao tráfico internacional de drogas.

Outros dois, Luziel Cabral Pereira, 39, e Paulo Roberto Verdego de Sá, 29, trabalhadores de uma propriedade agrícola, foram autuados em flagrante por furto qualificado pelo concurso de pessoa, tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

As diligências iniciaram após denúncia à Polícia Civil, sobre uma suposta aeronave que tinha feito pouso forçado a cerca de 60 quilômetros, da zona urbana de Pontes e Lacerda.

Os policiais civis foram até a região e durante buscas encontraram abandonado um avião de pequeno porte, pintado com uma bandeira boliviana. No interior, sete sacos médios e lacrados, com substância análoga a cloridrato de cocaína, foram encontrados. Ao todo a carga continha 165 peças da droga.

Imediatamente os investigadores realizaram rondas nas imediações, sendo região rural e sem tráfego de pessoas transitando, e conseguiram surpreender os dois estrangeiros, que caminhavam por uma estrada. Na abordagem foi apreendido em poder do boliviano e dominicano, um aparelho de GPS da aeronave, confirmando as suspeitas.

Eles foram conduzidos à Delegacia de Polícia de Pontes e Lacerda e entrevistados em inglês por não falarem português. Durante oitivas, os dois assumiram que transportavam a droga, revelando que carregavam dentro da aeronave mais de 300 quilos de entorpecente. Diante das afirmações, os policiais civis retornaram no local do pouso do avião e passam a entrevistar as pessoas da região.

Na ocasião, os investigadores perceberam dois rapazes, os quais ao perceber a presença das equipes, demonstraram muito nervosismo. Ao serem perguntados sobre o conhecimento da queda do avião, Luziel e Paulo Roberto, acabaram confessando que após o pouso foram até o local ver o que havia acontecido.

Ao avistarem a mercadoria dentro da aeronave, resolveram furtar sete pacotes, com 164 peças no total. Depois utilizando um trator enterraram o entorpecente. Na casa dos dois envolvidos foram apreendidas duas espingardas.

VEJA AS FOTOS 

 

Com Assessoria 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTaques insinua que gostaria de entregar governo para deputado
Próximo artigoLeilão de elite movimenta mais de R$ 800 mil durante AgroMT