“Pobreza menstrual”

Várzea Grande cria programa social para estudantes de baixa renda

A Prefeitura de Várzea Grande vai instituir um programa social de distribuição de absorventes as mulheres que são estudantes de baixa renda, ou que estão em situação de extrema miserabilidade.

O prefeito Kalil Baracat (MDB) sancionou a Lei 4.761/2021, aprovada pela Câmara Municipal, que institui o Programa de Combate à Pobreza Menstrual nas escolas públicas do nível fundamental II do município.

Para ser contemplada no programa social, as estudantes serão avaliadas pela coordenadoria pedagógica de cada escola, a fim de averiguar a situação socioeconômica da família.

Para o poder Executivo desenvolver essas ações, poderá firmar convênio com empresas privadas e parceiras com Organizações Não-Governamentais (ONGs).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Tem articulação de três ministros do Supremo para barrar o voto auditável”, diz Bolsonaro
Próximo artigoVárzea Grande abre cadastro para vacinar pessoas de 35 a 39 anos