PM resgata três reféns sequestrados e torturados por facção criminosa

Ação ocorreu no início da noite desta quarta-feira (30) e terminou com 8 pessoas presas

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Em Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá), policiais da 14ª Companhia de Força Tática da Polícia Militar prenderam oito suspeitos e libertaram três vítimas que foram sequestradas, torturadas e estavam sendo mantidas em cárcere privados por integrantes de uma facção criminosa.

A ação ocorreu no início da noite desta quarta-feira (30) e mobilizou dezenas de policiais da Força Tática, do Comando de Ação Rápida (CAR) e da companhia de PM da Vila Operária. A informação que chegou ao conhecimento da PM era que no entorno e dentro de uma residência no Jardim das Flores havia grande movimentação de pessoas e três rapazes amarrados e sendo arrastados para o interior da moradia.

Os policiais militares cercaram o local. Todos os presos tentaram fugir saltando muros e até caminhado sobre telhados de residências, três deles ainda resistiram à prisão ao serem abordados, foram contidos e também acabam presos.

No interior da casa estavam três vítimas amarradas com cordas. Elas apresentavam lesões, principalmente nos pulsos. Uma delas declarou que seria morta por ter dívidas da compra de droga. As outras disseram que são recém-chegadas em Rondonópolis vindas do interior de Goiás, onde estavam presas por roubos, e que seriam executadas por pertencerem a organização criminosa rival.

Todos os presos e vítimas foram levados para Delegacia de Polícia Judiciária para medidas legais e continuidade da apuração dos fatos.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRetrospectiva 2020: MT contraria previsões econômicas e cresce durante pandemia
Próximo artigoBeto Pôssas e Zito ficam