Piran e outros 5 são soltos

Eles estavam presos desde terça, alvos da Operação Quadro Negro

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Ana Cristina Silva Mendes autorizou a soltura dos presos da Operação Quadro Negro, deflagrada na terça-feira (22).

O pedido partiu da defesa do empresário Valdir Piran, mas a magistrada acabou estendendo os efeitos para os outros acusados de envolvimento no esquema que pode ter desviado mais de R$ 10 milhões dos cofres púbicos de Mato Grosso.

Também estavam presos os ex-presidentes do Centro de Processamento de Dados do Estado (antigo Cepromat), Wilson Celso Teixeira, o Dentinho, e Djalma Soares; o ex-secretário-adjunto de Administração Sistêmica da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Francisvaldo Pereira de Assunção; o sócio proprietário da empresa Avançar Tecnologia em Software, Weydson Soares Fonteles, e o fiscal de contrato Edevamilton de Lima Oliveira.

Todos vão ter que cumprir alguma medida cautelar, mas não precisarão de tornozeleira eletrônica.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuer viver momentos de adrenalina? O jogo de fuga Escape 60 chegou em Cuiabá
Próximo artigoCom 99,99% das urnas apuradas, Evo Morales comemora vitória na Bolívia