Pinturas de artistas de Mato Grosso transformam IFMT em galeria a céu aberto

Há mais paredes a serem preenchidas. Marque seu amigo ou amiga artista!

O cenário do Campus Cuiabá – Bela Vista, do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) está diferente. As paredes brancas ganharam um colorido especial com as pinturas de 12 artistas. A cerimônia de lançamento começa às 16h, desta quinta-feira (12), no auditório.

Às 18h, a artista plástica Tânia Pardo, que também tem arte reproduzida nas paredes do campus, faz uma live painting.

Os outros artistas estarão presentes: Adriano Figueiredo, Tania Pardo, Ruth Albernaz, Sérgio Venny, Régis Gomes, Marcelo Velasco, Vicente Paulo, Daniela Monteiro, Silvia Turina, Carolina Argenta, Vicente Paulo e Rafael Jonnier.

O coordenador de Extensão do Campus, Sandro Lucose, acompanha o projeto e diz que ele não está finalizado e sendo assim, a contribuição de novos artistas é bem-vinda.

De acordo com Lucose, a Galeria Bela Vista ao Ar Livre é uma iniciativa do IFMT em parceria com a empresa Maxvinil. Tudo começou em setembro, durante a realização da VI Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão (Jenpex Cultural), período em que os artistas puderam realizar intervenções artísticas nas paredes do campus.

“A proposta é oferecer um circuito para apreciação, dando a oportunidade para que as escolas que nos visitam, possam aprender mais sobre as artes visuais produzidas no nosso Estado”.

A iniciativa contou com apoio do diretor-geral do Campus Cuiabá – Bela Vista, Deiver Teixeira. Ele considera a arte fundamental para o processo educativo, trazendo à tona questionamentos relevantes sobre o cotidiano e desenvolvendo o senso crítico dos estudantes.

“Nosso Campus deve ser um espaço plural e a arte é fundamental para que essa pluralidade seja expandida. Estamos de portas abertas para que este projeto cresça ainda mais”.

Mais informações: (65) 98143-6305

O Campus Cuiabá Bela Vista fica na avenida Juliano Costa Marques, s/n, bairro Bela Vista.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJovens que cumprem medida socioeducativa veem no Enem chance de mudar
Próximo artigoReajuste na matrícula: pais precisam ser “experts” para identificar porcentagens abusivas

O LIVRE ADS