Pico em setembro

Estimativa da Prefeitura de Cuiabá é que ainda haverá mais três meses de crescimento da covid-19 antes do fim da pandemia

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Prefeitura de Cuiabá estima que o número de novos casos da covid-19 deve continuar crescendo na Capital até a primeira semana de setembro. É um novo adiamento na previsão de pico da doença, que começou a ser previsto em maio. 

A data é calculada com base em taxas de infecção, que aumentaram nas últimas semanas, aponta o boletim informativo divulgado nessa terça-feira (9) pela Secretaria de Saúde do município. 

Conforme o boletim, até sábado (6) foram notificados 1.081 casos de covid-19 em Cuiabá, o que significa um crescimento de cerca de 50% em relação à semana anterior.  

Nesta semana (23ª epidemiológica) foram cerca de 50 casos notificados diariamente, enquanto que na anterior foram 4.

Com base nessa variação, a projeção é que até o dia 13, próximo sábado, sejam registrados 1.818 no acumulado desde o início da pandemia. 

Esse mesmo modelo serviu para estimar a data de corte: 3 de setembro. A primeira semana deste mês – na previsão do Município – deverá ser o pico mais alto no histórico da doença em Cuiabá como o início da queda na incidência. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCovid-19 avança pelo interior: saiba em quais cidades a doença mais evoluiu
Próximo artigoO risco de comunicar mal na pandemia: o caso OMS