PIB de Mato Grosso é o terceiro no país em crescimento, diz IBGE

Estado, que vem aumento a capacidade econômica interna desde 2002, só fica atrás de Amazonas e Roraima no ranking nacional

Mato Grosso tem o terceiro maior crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) com R$ 137 bilhões ao ano, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Um valor que pode ser ampliado já que o Estado está atrás apenas de Amazônia e Roraima no potencial de capacidade interna de produção.

Os dados, referentes ao ano de 2018, são da pesquisa divulgadas nessa sexta-feira (13) e aponta ainda que  o PIB de Mato Grosso cresceu 4,3% entre os anos de 2017 e 2018. A porcentagem é inferior a média de crescimento que vinha sendo identificada de 5,1% ao ano, porém não tirou o estado da liderança no quesito de maior crescimento, que ostenta há 16 anos seguidos.

O setor de serviços é o grande responsável pelo crescimento da economia no período. Sozinho ele representa 63% do total de tudo o que é produzido em Mato Grosso. 

Os segmentos com maior força na área são o comércio e reparação de veículos, atividades profissionais, científicas e administrativas, cujo crescimento foi de 12,5% entre 2017 e 2018. 

Pesquisa mostra que agropecuária é a segunda colocada entre as maiores economias estaduais (Foto: Funai/Divulgação)

A agropecuária teve a segunda maior participação com participação de 20,9% na economia estadual. O setor continua impulsionado principalmente pela plantação de soja e algodão em caroço. Na comparação com o ano anterior, o setor cresceu 5,3% e o milho, que havia batido recorde de produção, cedeu lugar ao algodão no crescimento. 

A indústria aparece logo abaixo sendo responsável por 15,8% do potencial econômico. Foi destaque em 2018 as indústrias de transformação, voltadas para a produção de alimentos e fabricação de álcool e biocombustível. 

A pecuária cresceu mais, porém sem força para chegar ao primeiro lugar. Entre 2017 e 2018, o potencial de participação na economia chegou 12,6%, com destaque para a criação de bovinos, aves e suínos. 

Além do gado, as aves e suínos também contribuíram para o crescimento da pecuária(Foto: Divulgação)

Conforme o IBGE, o PIB da Amazônia, Estado com maior crescimento econômico, variou em 5,4%; Roraima aparece logo em seguida com 4,8% de crescimento e acompanhado por Mato Grosso com 4,3%. 

Santa Catarina e Rondônia, que fecham o topo do ranking, registraram respectivamente, crescimento de 3,7% e 3,2% no PIB.  

A pesquisa aponta ainda que Mato Grosso cresceu por 16 anos seguidos, de 2002 e 2018, na casa de 5,1% ao ano. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem que furtava igrejas é preso por roubo e tentativa de estupro
Próximo artigoEscola X Trabalho: pesquisa comprova que abandono escolar começa na adolescência