PGR nega prisão em flagrante de senador pego com dinheiro nas nádegas

Chico Rodrigues foi encontrado com dinheiro nas nádegas após ser alvo de uma operação da Polícia Federal

(Reprodução Twitter)

A Procuradoria Geral da República (PGR) negou, nesta quarta-feira (16), a prisão em flagrante do senador Chico Rodrigues (DEM). O parlamentar foi encontrado com dinheiro nas nádegas, depois de ser alvo de uma operação da Polícia Federal.

Na decisão, à PGR reforça que, para a prisão em flagrante, é necessário a comprovação que o crime de corrupção tenha conexão com o mandato de senador.

Depois do vexame, o Supremo Tribunal Federal (STF) sugeriu o afastamento de Chico Rodrigues por 90 dias. O senador também foi exonerado da vice-liderança do governo no Senado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSegunda Turma do Supremo deve voltar a analisar afastamento de conselheiros
Próximo artigoFazendeiro terá que indenizar trabalhador que se acidentou após ajudar a conter fogo