PF deflagra operação para investigar fraudes nas obras do VLT

Ednilson Aguiar/O Livre

VLT Veículo Leve sobre Trilhos

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (9) a Operação Descarrilho, que apura crimes de fraude a processos licitatório, associação criminosa, corrupção ativa e passiva, peculato e lavagem de capitais que teriam ocorrido durante a escolha do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) como novo modal de transporte coletivo de Cuiabá e Várzea Grande, bem como durante a execução de suas obras.

As investigações ocorrem em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF), que aponta indícios de pagamento de propina para empresários que compõem o Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande. Também suposto desvio de recursos por intermédio de empresas subcontratadas pelo Consórcio durante as obras de implantação do modal.

Foram cumpridos 18 mandados de busca e apreensão em residências e prédios comerciais. Dez deles em Cuiabá, um em Várzea Grande; um em Belo Horizonte (MG), um no Rio de Janeiro e outro em Petrópolis (RJ), dois em São Paulo (SP) e dois em Curitiba (PR).

Na capital mato-grossense também foi cumprido um mandado de condução coercitiva. O alvo foi o ex-titular da Secretaria Extraordinária das Obras da Copa (Secopa), Maurício Guimarães, que chegou à sede da Polícia Federal em viatura, por volta das 7h da manhã. Ele deixou o prédio por volta das 11h20, após prestar depoimento ao delegado Wilson Rodrigues, responsável pelo caso. Estava acompanhado de dois advogados.

Entre os alvos dos mandados de busca e apreensão está o empresário Ricardo Novis Neves. A confirmação é de seu advogado, Ricardo Monteiro, segundo quem os políciais foram até a casa e uma factoring do empresário. Ainda de acordo com o advogado, Neves não tem qualquer relação com o Consórcio VLT Cuiabá – Várzea Grande. “Mas eu ainda não tenho conhecimento do que é a denúncia e do que está sendo investigado”, disse.  

(Atualizada às 11h27)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMais de mil animais morrem em fazenda em MS
Próximo artigoTerremoto da China e suas possíveis migrações