PF cumpre 26 mandatos de prisão contra acusados de fraudar licitações

Alvos teriam fraudado licitações para a construção de um prédio para o Tribunal de Contas de Tocantins

Foto: Assessoria da Polícia Federal

Na manhã desta quarta-feira (3), a Polícia Federal cumpriu mandados com ordens para  prender ao menos 26 pessoas acusadas de fraudar licitações. As concorrências públicas eram relacionadas à construção de um prédio para o Tribunal de Contas de Tocantins.

Segundo a Polícia Federal, o esquema teria sido responsável por desfalques milionários. No Total, mais de R$ 4 milhões podem ter sido desviados.

“Os contratos investigados somam mais de R$ 25 milhões. A partir das movimentações financeiras suspeitas, laudos periciais e informações de campo, estima-se um prejuízo aos cofres públicos da União seja superior a R$ 4 milhões”, afirma a corporação.

Os envolvidos estavam em seis Estados diferentes e diversas unidades da Polícia Federal tiveram que ser acionadas. A polícia investiga agora outros crimes que a suposta quadrilha pode ter cometido.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTJ suspende decreto de Emanuel e Cuiabá terá toque de recolher a partir das 21h
Próximo artigoCentro de triagem em VG