Pessoa se passa por agenciadora de modelos e consegue vídeos de criança nua

No Facebook, a suposta agenciadora se disse "encantada com a beleza" da criança e a convenceu a enviar as fotos

A mãe de uma menina de 10 anos procurou a Polícia Militar de Alta Floresta (790 km de Cuiabá) nesse domingo (22) ao descobrir que sua filha foi vítima de um possível pedófilo.

Segundo a mãe, na semana passada, uma pessoa procurou a menina pelo Facebook e, no Messenger, disse que se chamava Júlia Charlotte, que era agenciadora de modelos e estava encantada com a beleza da menina.

Durante a conversa, ela pediu que a criança lhe enviasse fotos, algumas com roupas e outras com nudez corporal.

A criança acatou o pedido e enviou vídeos com nudez e com lingerie.

Ameaças

Depois do envio, no entanto, a suposta agenciadora passou a ameaçar a criança, dizendo que iria divulgar os vídeos caso ela contasse a alguém que havia conversado com ela.

A menina contou tudo à mãe, que procurou a polícia, contou o ocorrido e entregou o celular da filha.

O caso foi registrado como ocorrência de natureza diversa e deverá ser investigado pela Polícia Judiciária Civil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMulher cai e fica presa em fossa e filha chama a polícia para resgatá-la
Próximo artigoCalamidade pública

O LIVRE ADS