Pelo Twitter, Bernardo Küster sugere prisão para ministro Luís Roberto Barroso

Até o momento a publicação já teve ao menos dois mil compartilhamentos e dez mil curtidas

(Foto: Reprodução/ Redes sociais)

O jornalista Bernardo Küster usou as redes sociais para sugerir a prisão do presidente do TSE e ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso. Em publicações feitas pelo Twitter, nessa terça-feira (03), o jornalista classifica Barroso como inimigo do Brasil.

De acordo com o jornalista, pedir a prisão do ministro é perigoso e pode gerar represálias vindas da Polícia Federal. Entretanto, de acordo com ele, esse seria o desejo dos cidadãos.

“Se eu pedir #BarrosoNaCadeia a PF vai brotar aqui em casa amanhã de novo, ou ainda temos aquele direito sagrado de manifestar nosso desejo como cidadãos?”, escreveu o jornalista.

Repercussão da publicação

Até o momento a publicação já conta com quase 10 mil curtidas e dois mil compartilhamentos.

Küster – que é uma das vítimas do “inquérito do fim do mundo“, aberto pelo ministro do STF Alexandre Moraes – também recebeu centenas de comentários em apoio ao posicionamento contra Barroso.

Em tempo: a hashtag #BarrosoNaCadeia é uma das mais repercutidas mundialmente no Twitter nesta quarta-feira.

Veja a publicação original

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Se não procurar estudar, ficam ai só falando asneira.
    Sua liberdade de expressão, não é o desejo da maioria vontade do povo e nem superior que a própria CF/88.
    Escola está ai, livros estão ai… só pegar e estudar.
    #paz

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Ele não vai ganhar na canetada”, diz Bolsonaro sobre Barroso
Próximo artigo“Não se vai aceitar que a Justiça Eleitoral legisle”, afirma Arthur Lira