Pedro Taques: Justiça Eleitoral arquiva processo sobre suspeita de caixa 2

Juiz diz que fatos delatados pelo empresários Alan Malouf não foram comprovados por documentos

Ex-governador de Mato Grosso José Pedro Gonçalves Taques (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

A Justiça Eleitoral arquivou investigação contra o ex-governador de Mato Grosso Pedro Taques (SD) de suposto caixa 2 – no valor de R$ 41 milhões – na campanha ao governo do Estado de 2014. O juiz Alexandre Ferreira Mendes Neto decidiu nessa segunda-feira (24) que o processo não tem documentos que comprovem o crime. 

Conforme o juiz, as declarações feitas pelo empresário Alan Malouf não foram confirmadas, tanto sobre supostas doações irregulares de empresas, quanto de um acordo para direcionar contratos durante mandato. 

As informações repassadas por Malouf em delação premiada apontam para a doação de R$ 41 milhões para o então candidato Pedro Taques. O dinheiro teria sido repassado por um grupo nomeado de “amigos”, que teriam cobrado cargos na gestão e direcionamento de contrato em licitação pública. 

Também teria sido feitas doações para o comitê de campanha, como combustível para a comitiva eleitoral de Taques.  

“Doação de combustível para a campanha do investigado não registrada na prestação de contas, pretensamente retribuída por contratação da empresa doadora pelo governo do Estado sem o devido procedimento licitatório, não se confirmaram”, afirmou o juiz.  

No processo, a defesa do ex-governador disse que diretório nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT), na época, grupo ao qual Taques estava filiado, assumiu uma dívida de R$ 1,3 milhão de resto a pagar de combustíveis.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAno letivo 2022: Seduc vai monitorar presença de alunos em sala e buscar faltosos
Próximo artigoClube da Luta ganha versão bizarra com final feliz alternativo na China