Paulo Borges deixa a MTI

Presidente do PSDB em Mato Grosso deixa o cargo, mas está inelegível

O governador Pedro Taques (PSDB) oficializou a saída de Paulo Borges da presidência da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação – MTI (antigo Cepromat).

Borges, que é presidente do partido de Taques em Mato Grosso, sai para fazer as articulações políticas neste ano eleitoral.

Em tempo: a data oficial em que Paulo Borges deixa a autarquia é 9 de abril, segundo o Diário Oficial do Estado. Conforme a Lei Eleitoral ele não pode, portanto, ser candidato a cargo eletivo em outubro. A data-limite para deixar o governo e se tornar “elegível” era 7 de abril.

No lugar de Borges assume a MTI, interinamente, Evaristo Geórgio Fava.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMotociclista morre ao ser atingido por ônibus na BR-163
Próximo artigoMPE solicita vistoria em balanças do Aeroporto Marechal Rondon