|sábado, 20 Outubro 2018

Patroa força zeladora a passar desodorante e a xinga de “preta fedida”

“Ela machucou minha pele, minha dignidade”, diz trabalhadora à reportagem do LIVRE

4027
COMPARTILHECOMPARTILHE

Uma zeladora de 33 anos foi vítima de racismo e agressividade no seu ambiente de trabalho, na segunda-feira (02), em Sinop (500 km de Cuiabá). Ela teria sido obrigada a passar desodorante e foi chamada de “preta fedida” pela patroa enquanto trabalhava.

Ao LIVRE, ela conta que estava realizando suas funções, quando a dona do estabelecimento onde trabalha a chamou em uma sala para passar desodorante.

A trabalhadora questionou a atitude perguntando se estava fedendo e a agressora disse que ainda não, mas que pessoas escuras de “tom preto” como ela costumavam feder muito e que ela queria evitar o problema.

“Na hora me senti totalmente desconfortável, mas peguei o produto e comecei a passar. Ela não ficou satisfeita tomou o desodorante da minha mão e esfregou no meu corpo com muita força, machucou minha pele e principalmente minha dignidade. Nunca me senti tão humilhada”, disse à reportagem.

A acusada não parou por aí, e ainda ofendeu a zeladora dizendo que ela teria que aceitar as imposições do trabalho e que caso não estivesse satisfeita poderia ir embora.

“Não consegui segurar o choro, chorei muito, isso a irritou profundamente, foi o que fez ela iniciar uma serie de ofensas e xingamentos contra mim. Ela me chamou de preta fedida. E eu só queria realizar o meu trabalho”, desabafou a vítima.

A trabalhadora, que prefere não ser identificada, procurou a delegacia do município para registar a ocorrência. A agressora deverá ser enquadrada no crime de injúria racial.

Crime de racismo e injúria racial

De acordo com o site do Conselho Nacional de Justiça os conceitos jurídicos de injúria racial e racismo são diferentes. O primeiro está contido no Código Penal brasileiro e o segundo, previsto na Lei n. 7.716/1989. Enquanto a injúria racial consiste em ofender a honra de alguém valendo-se de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião ou origem, o crime de racismo atinge uma coletividade indeterminada de indivíduos, discriminando toda a integralidade de uma raça. Ao contrário da injúria racial, o crime de racismo é inafiançável e imprescritível.

A injúria racial está prevista no artigo 140, parágrafo 3º, do Código Penal, que estabelece a pena de reclusão de um a três anos e multa, além da pena correspondente à violência, para quem cometê-la. De acordo com o dispositivo, injuriar seria ofender a dignidade ou o decoro utilizando elementos de raça, cor, etnia, religião, origem ou condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência.

Em geral, o crime de injúria está associado ao uso de palavras depreciativas referentes à raça ou cor com a intenção de ofender a honra da vítima. Já o crime de racismo, previsto na Lei n. 7.716/1989, implica conduta discriminatória dirigida a determinado grupo ou coletividade e, geralmente, refere-se a crimes mais amplos.

COMENTÁRIOS

  1. Qtas maldade! Sou branca e transpiro mto, se eu não me cuidar fico com mau odor, assim como mtas pessoas brancas que conheço!! Preconceito horrível e muita falta de amor dessa “patroa”
    ” Funcionária”, vc é maravilhosa e muito amada por Deus, não carrega o lixo q essa pessoa descarregou em vc não, processa ela pra valer seus direitos e seja mtos feliz!!!

Deixe um comentário

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Jovem pula muro de casa e avisa polícia que família foi levada por bandidos como refém
Câmeras de segurança flagram momento em que caminhão atropela ciclista
Casos de chikungunya aumentaram 3,5 vezes em Mato Grosso
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
Defensor público-geral contradiz candidata ao cargo de corregedora e afirma que não infringiu lei
Delação de Alan Malouf: empresários simpatizantes de Taques pagaram R$ 7 milhões de Caixa 2
Pedro Taques e Silval conversaram sozinhos em churrasqueira, diz Malouf
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Amaggi investirá na produção de biodiesel em Mato Grosso
Imac apresenta inovação no segmento da carne em feira internacional
Imea prevê ligeiro aumento na demanda pelo milho mato-grossense
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Intervenção urbana reúne grafiteiros, B-boys, DJ e MC’s na Praça Cultural do CPA II neste sábado
Amigos unem esforços para saldar despesas com tratamento e sepultamento de produtora cultural
MAUAL encerra 17ª edição com mostra informativa, premiações e festa no Metade Cheio
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Presidente do PSL refuta envolvimento em fake news
TSE abre ação para investigar suspeita contra campanha de Bolsonaro
Preso na Lava Jato, ex-deputado André Vargas tem liberdade condicional
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Sine oferta mais de mil vagas de trabalho em Mato Grosso
Processo seletivo em Matupá oferece 50 vagas de até R$ 3,6 mil
Concursos públicos têm mais de 800 vagas e salários até R$ 18 mil em MT; confira
X