Partidos erraram ao não investir em candidaturas ao governo, diz Medeiros

Deputado federal diz que o governador Mauro Mendes conseguiu anular potenciais concorrentes com uma postura agressiva na política

(Foto: Ednilson Aguiar / O Livre)

O deputado federal José Medeiros (PL) diz que os partidos em Mato Grosso cometeram um erro ao não preparar candidaturas próprias ao governo. O baixo rating de competitividade teria deixado todos os grupos políticos nas mãos do governador Mauro Mendes (União Brasil) e a depender da decisão exclusiva dele o encaminhamento das articulações para as campanhas. 

“Os partidos estão todos nas mãos do governador por mérito dele. Agora, eles têm que arcar com isso, a política só tem escolha e consequência. Podemos até ficar lambendo as feridas, mas por culpa nossa”, afirmou. 

Ele inclui o próprio Partido Liberal (PL) no rol dos grupos que, a uma semana do fim para o prazo das convenções partidárias, estão em situação de incerteza e podem perder espaço no palanque da base de Mauro Mendes na última hora. 

Alternativa remota

Medeiros diz ver a candidatura pela reeleição do senador Wellington Fagundes como a principal prejudicada. A avaliação o levou a expor para o presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto, e o presidente Jair Bolsonaro, a dificuldades de emplacar tanto campanhas quanto candidatos do partido. 

LEIA TAMBÉM

Surgiu, então, a hipótese de um grupo alternativo para concorrer contra o União Brasil, tendo respaldo de Bolsonaro. Porém, a construção e a consolidação das candidaturas são vistas como hipóteses remotas, a essa altura do calendário eleitoral. 

“Se não surgir um candidato de última hora, como aconteceu em 2002 e o Blairo Maggi levou [a eleição ao governo], Mauro Mendes está praticamente com a mão na taça”, disse. 

Medeiros diz que o governador Mauro Mendes fez o dever de casa e conseguiu anular as candidaturas potenciais que poderiam concorrer contra ele, se apoiando em uma postura “agressiva”.   

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQueda na confiança do comerciante não reduz expectativas para o 2º semestre
Próximo artigoNova desembargadora