Para os 300 anos de Cuiabá, Pinheiro quer 300 novos aparelhos de ar nas escolas

Prefeito se reuniu com Ministro da Educação em Brasília e pediu investimentos em Cuiabá

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou que pretende investir na instalação de 300 novos aparelhos de ar condicionado nas escolas públicas da cidade e comprar bicicletas para estudantes carentes. Essas ações, segundo o político, seriam parte do grupo de projetos que compõem o slogan adotado pelo emedebista, de fazer uma “gestão humanizada”. O comunicado foi feito durante coletiva de imprensa após a apresentação dos projetos de reformas no Portona última quinta-feira (5)

Ainda no campo da educação, Pinheiro pleiteia verbas federais para a construção de novos centros educacionais na capital.

[featured_paragraph]Na semana passada, Pinheiro esteve em Brasília (DF) onde se encontrou com o ministro da Educação, Rossieli Soares. Na ocasião, informou a prefeitura, foi solicitada verba para a compra das bicicletas. Na volta, Emanuel afirmou que houve uma sinalização positiva por parte do Governo Federal.[/featured_paragraph]

Apesar da sinalização, porém, ainda não há prazo para que os recursos sejam enviados a Cuiabá. O prefeito destacou que o maior empecilho, nesse caso, é a burocracia. “Nós temos que travar uma guerra sem tréguas contra a burocracia estatal, a construção de um novo modelo de Estado. Isso ai depende de cada gestor”, comentou.

Ar condicionado

Mesmo com o anúncio feito, o projeto para a ampliação do volume de aparelhos de ar condicionado nas escolas ainda não foi apresentado. Atualmente, apenas 30% das unidades escolares da capital possuem climatizadores. A meta da atual gestão é expandir para 70% até a celebração dos 300 anos de Cuiabá, em 2019.

“É um projeto assim: a climatização de 300 ares em 300 salas para os 300 anos”, ilustrou Emanuel.

Nesta segunda-feira (9), Pinheiro também anunciou que aguarda um posicionamento da União para a liberação de R$ 135 milhões, que deverão ser utilizados para a construção de 16 novos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) e dez quadras cobertas com vestiários, entre outros projetos. A proposta, no entanto, ainda aguarda análise do governo.

Leia mais

Cuiabá é a quinta capital mais desenvolvida do país, aponta ranking

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMembros do MPC de MT recebem quase R$ 70 mil em diárias para estudar
Próximo artigoPDT tenta manter Sachetti na aliança de Mendes e sugere candidatura avulsa ao Senado

O LIVRE ADS