Para escapar da reprovação

Assembleia pode usar pedaladas no Fundeb reprovar contas de Pedro Taques de 2017

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Aliados do ex-governador Pedro Taques (PSDB) temem que as contas de 2017 do governo tucano sejam reprovadas, se forem votadas neste mês. A avaliação é que a atual legislatura guarda muitas mágoas de Taques, e pode usar as pedaladas cometidas naquele ano para penalizar o ex-governador, ignorando o parecer favorável do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O relatório da CPI dos Fundos (ou CPI das Pedaladas), que responsabilizou apenas Pedro Taques pelas retenções de até R$ 500 milhões no Fundeb, foi um sinal claro dessa mudança de postura em relação ao governo recém-encerrado.

Por isso, a tendência é que as contas de 2017 sejam votadas apenas depois da posse dos novos deputados estaduais, em 1º de fevereiro, o que daria a Taques mais chances de escapar da punição.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNa contramão, homem é preso após bafômetro acusar álcool 26 vezes acima do permitido
Próximo artigoMenina de 14 anos denuncia “namorado” de 25 por agressão e ele ameaça policiais