Para apoiar Lula em 2022, PSOL abre mão de candidatura à presidência

Será a primeira vez desde sua fundação que o PSOL não terá candidato à presidência

O PSOL confirmou a candidatura de Guilherme Boulos à Presidência da República, na convenção nacional que reuniu filiados do partido

O Partido Socialismo e Liberdade (Psol) confirmou que não terá candidato à Presidência da República em 2022. De acordo com o próprio partido, nesse domingo (26), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será apoiado pelo PSOL já no primeiro turno.

A decisão teria ocorrido durante o congresso interno da sigla, que debateu as pautas e a agenda do partido.

Pela primeira vez na história

Essa é a primeira vez desde sua fundação que o PSOL não terá candidato à presidência da República para apoiar outra agremiação.

Em 2010, a sigla apresentou Plínio Arruda, já em 2014 a sigla trouxe Luciana Genro e, em 2018, Guilherme Boulos.

Apoio a Lula

Desde sua fundação o PSOL tenta se apresentar como uma versão mais radical do Partido dos Trabalhadores, tendo inclusive ex-filiados do PT em suas fileiras.

O apoio ao ex-presidente Lula busca fortalecer os laços entre as duas siglas e turbinar uma candidatura de esquerda.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMato Grosso registra apreensão recorde de cocaína
Próximo artigoVacinação em VG: prefeitura fecha ginásio do “Fiotão” para desinfecção