Papa pede esperança para a América Latina e alerta sobre as “trevas” nos corações humanos

Além de falar sobre os conflitos no mundo, o papa lembrou as "trevas" nos corações humanos, nos relacionamentos pessoais e familiares

O Papa Francisco entregou a mensagem do dia de Natal "Urbi et Orbi" da varanda principal da Basílica de São Pedro, no Vaticano (REUTERS/Yara Nardi/Direitos Reservados)

O papa Francisco pediu nesta quarta-feira (25) esperança “para todo o continente americano, onde várias nações passam por período de agitação social e política” e incentivo ao “povo venezuelano, há muito afetado por tensões”.

Durante a tradicional mensagem de Natal, apresentada da varanda da Basílica de São Pedro, o papa falou dos conflitos no mundo e lembrou as “trevas” nos corações humanos, nos relacionamentos pessoais e familiares, e nos conflitos econômicos, geopolíticos e ecológicos.

Ele desejou coragem ao povo venezuelano, há muito afetado por tensões políticas e sociais, para que receba a ajuda que precisa. Pediu que sejam abençoados “os esforços de todos aqueles que ajudam a favorecer a justiça e a reconciliação e se empenham em superar as várias crises e as inúmeras formas de pobreza que ofendem a dignidade de cada pessoa.

Sobre os conflitos atuais, o papa citou a guerra na Síria, a situação no Líbano e no Iraque. Também incluiu as pessoas que são perseguidos por causa da fé, “especialmente os missionários e os fiéis sequestrados, e os que são vítimas” de ataques de “grupos extremistas, especialmente em Burkina Faso, Mali, Níger e Nigéria”.

Na tradicional mensagem “Urbi et Orbi” na Praça de São Pedro, o papa Francisco recordou “as numerosas crianças atingidas pela guerra e pelos conflitos no Médio Oriente e em diversos países do mundo”.

*Emissora pública de televisão de Portugal

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEnzo Gabriel lidera pelo segundo ano a lista de nomes mais escolhidos no Brasil
Próximo artigoRapaz bebe demais e perde a chance de conhecer seus ídolos do Foo Fighters e Led Zeppelin