Pantanal MT Hotel é ponto de apoio de veterinários que resgatam animais feridos pelo fogo

Fotos: Grad Brasil e Divulgação Hotel MT

O Pantanal Mato Grosso Hotel, localizado no coração do Pantanal mato-grossense, às margens do rio Pixaim, em Poconé (104 km de Cuiabá), é ponto de apoio aos veterinários especializados em atendimentos aos animais em situações extremas devido ao fogo na região. Eles fazem parte do Grupo de Resgate de Animais em Desastres (GRAD) e contam com uma clínica veterinária motorizada completa, instalada nas redondezas do hotel.

Foram trazidos pelo Projeto Brasil Biomas, série de programas veiculados pela TV Cultura, que trata das riquezas da biodiversidade de todos os biomas brasileiros. Apresentado pelo biólogo  Richard Rasmussen, os episódios mostram tanto as paisagens e atrativos dos biomas, quanto interações com as comunidades locais, levando ações de cunho social, como serviços de castração de animais domésticos.

“Agradeço a Rede de Hotéis Mato Grosso por ceder o espaço e ser um ponto de apoio aos veterinários. A clínica permanecerá por um período na região, prestando apoio veterinário especializado aos animais silvestres feridos pelo fogo. É operada pelo GRAD, que são todos veterinários e brigadistas, e é completa, tem laboratório de bioquímica, com hemograma, e todo tipo de equipamento para atender os animais resgatados”, esclareceu Richard.

Desde julho, quando os incêndios começaram a se propagar, a Rede de Hotéis também vem contribuindo com o Estado, hospedando 20 bombeiros militares, prestando auxílio com tratores que abrem os aceiros (desbaste em terreno que impede a propagação do fogo), além de ceder o campo de aviação para pouso de aeronaves das Forças Armadas, dentre outras ações.

Richard destaca que visita o Pantanal há pelo menos 40 anos e nunca viu a região tão triste pela seca e pelos incêndios. O biólogo e apresentador tem no currículo os programas televisivos “Selvagem ao Estremo”, na Record, “Aventura Animal”, no SBT, “Sábado Animal”, na Band, e “O Mundo Selvagem de Richard Rasmussen”, no canal pago National Geographic. Também é o atual embaixador do ecoturismo brasileiro pela Embratur.

Os incêndios já queimaram aproximadamente 2,3 milhões de hectares, sendo 1,2 milhão em Mato Grosso e mais de 1 milhão em Mato Grosso do Sul, de acordo com dados do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos incêndios florestais do Ibama. Provocam, além de ferimentos nos animais que sobrevivem, a fome, pois eles não conseguem encontrar alimentos e água.

Arrecadação de frutas e verduras

Frente a isso, a Rede de Hotéis Mato Grosso, especialmente o Pantanal Mato Grosso Hotel, através de mais uma iniciativa de apoio, está promovendo arrecadação de frutas e verduras passadas da Feira do Porto, em Cuiabá, que não conseguiriam ser vendidas, mas que podem servir de alimento aos animais pantaneiros.

“Os animais estão com fome e precisam desse complemento, por tudo o que foi tirado deles pelo fogo. Isso é uma ação que quero trazer como exemplo para as pessoas, precisamos tomar medidas, não adianta só ficarmos criticando e procurando culpados, precisamos de atitude”, destacou o diretor Comercial da rede, Leopoldo Mário Nigro Filho.

O gestor explica que em 23 anos de Pantanal Mato Grosso Hotel, nunca presenciou estrago tão grande. “Estamos no km 65 da Transpantaneira desde 1997, e nesses 23 anos, as queimadas nunca foram tão fortes na região. É importante que todos vejam as imagens e contribuam para que no próximo ano e nos demais, isso jamais volte a acontecer. Vamos cuidar do nosso Pantanal”, finalizou Leopoldo Filho.

Além do Pantanal Mato Grosso Hotel, integram a Rede de Hotéis Mato Grosso, outras 5 unidades: Hotel Mato Grosso, Mato Grosso Palace Hotel, Hotel Mato Grosso Águas Quentes, Paiaguás Palace Hotel e Hotel Fazenda Mato Grosso. Mais informações pelo site: www.hotelmt.com.br.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMT deixa de arrecadar R$ 4,2 bilhões por causa da covid-19
Próximo artigoNova votação da CPI do Paletó