Palco Giratório: Tibanaré no Pedra 90 e peça inspirada em Foucaut até quinta-feira

Os espetáculos teatrais serão encenados de terça a quinta-feira (10), com entrada gratuita ou a 2 litros de Leite UTH

Foi dada a largada para o Palco Giratório 2018 e espetáculos teatrais de diferentes regiões do país chegam a Cuiabá até o dia 27 de maio. Desta terça até quinta-feira (10), o Grupo Tibanaré (MT) apresenta a peça Andarilhos das Estrelas, no Bairro Pedra 90, e a Trapiá Cia Teatral (RN) encena trama nordestina, inspirada em obra do filósofo Michel Foucaut, no Teatro do Sesc Arsenal.

Um cortejo cênico musical, especialmente produzido para rua e espaços não convencionais, Andarilhos das Estrelas chega a Praça Cultural do Pedra 90 nesta terça-feira (08), às 20h. Na peça, o Grupo Tibanaré propõe jogos cênicos e compõe cenários imaginários e festivos da representação poética, através da energia dos atores brincantes, proporcionando uma ação exclusiva de sensações, identificações e reflexões.

“O teatro de hoje não é o mesmo de amanhã, literalmente isso acontece nesta obra aberta, que surpreende o público em qualquer hora e lugar, desarmando a urbanidade com o encontro, poesia, cantos populares e dança”, descreve o grupo sobre a peça que será gratuita.

Já na quinta-feira (09), é a vez da Trapiá Cia Teatral, de Caiacó (RN), apresentarem aos cuiabanos o espetáculo P’s, com classificação indicativa de 14 anos e entrada de 2 litros de Leite UTH, no Teatro do Sesc Arsenal. Ambientada em uma vila do sertão nordestino, a peça conta a história de P, um jovem que assassina brutalmente seus familiares.

Norteada pelas intensas contradições do personagem, passando por momentos que vão desde a sua infância até a sua morte, a peça é inspirada em “Eu, Pierre Rivière, que degolei minha mãe, minha irmã e meu irmão”, obra na qual Michel Foucault descreve e analisa um caso real da primeira metade do século XIX.

P’s procura trazer à tona o homem além do seu ato, não com o intuito de explicá-lo e, consequentemente, diminuí-lo, mas com a vontade única de nos aproximar dele e, com isto, talvez também nos aproximar de nós mesmos”, descreve a sinopse.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS