Pai não consegue tirar segundo filho de casa em chamas e criança morre carbonizada

O pai conseguiu tirar um dos filhos adotivos da casa, mas o segundo se assustou, se escondeu embaixo da cama e morreu carbonizado

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Uma casa na Comunidade Cantinho da Floresta, na Gleba Nova Aliança, a cerca de 40km de Sinop (500 km de Cuiabá), foi o local de uma tragédia na noite dessa segunda-feira (12). Um criança de apenas 10 anos morreu carbonizada após um incêndio em sua residência.

A Polícia Civil foi até o local após receber a informação sobre o incêndio e a morte da criança e, quando chegou ao local, foi recebida por equipes do Corpo de Bombeiros que já faziam o rescaldo do incêndio.

A casa havia sido completamente consumida pelo fogo e um caminhão Auto Bomba Tanque e uma Unidade de Resgate dos bombeiros foram utilizados na ação.

Os bombeiros informaram os policiais que o pai adotivo das crianças já havia sido levado para o hospital com queimaduras de 2º grau nos ombros e nos braços e uma criança havia sido encontrada completamente carbonizada embaixo de uma tela de colchão de mola queimado.

Após conversar com vizinhos, os policiais descobriram que, quando o incêndio começou, estavam na casa o pai, a mãe e dois filhos adotivos. A mulher ainda estava no local, mas não tinha condições de falar nada.

Como tudo aconteceu

Após a retirada do corpo da criança de debaixo dos escombros, os policiais foram até o Hospital Regional de Sinop conversar com o pai, que contou como tudo havia acontecido.

Ele disse que estava na sala da casa quando ouviu um forte barulho vindo do quarto e, ao se aproximar, viu que algumas roupas e o guarda-roupas já estavam em chamas.

Ele correu para pegar os filhos adotivos e retirá-los de dentro da casa e conseguiu tirar primeiro o mais velho, de 11 anos. Porém, quando retornou para retirar o mais novo, de 10 anos, que estava vindo em sua direção, o menino se assustou com o fogo e correu para debaixo da cama.

Em desespero, o pai entrou na casa em chamas para tentar salvar o filho, mas foi atingido pelo fogo, que queimou suas roupas, ombros e braços.

O pai informou à polícia que havia dois freezers na casa e ambos estavam ligados na rede 110v, o que pode ter super aquecido a rede elétrica e causado um curto-circuito.

O caso foi registrado como incêndio.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCadastro para vacina: Defensoria vai ajudar idosos e pessoas de grupos prioritários
Próximo artigoEx-prefeito recebe alta após covid