Pai estupra filha de 13 anos, confessa para familiares e diz querer perdão

Para a polícia ele negou os abusos; a vítima mostrou sangue para a madrasta após o estupro e mandou mensagem avisando a mãe

(Foto: Reprodução)

Um homem de 47 anos está sendo acusado de estuprar a própria filha, de 13 anos, que estava em sua casa em uma chácara no Bairro Pedra 90, em Cuiabá. Assim que foi abusada, a menina contou para a atual esposa do pai e mostrou a ela que estava sangrando. À mãe da menina, a madrasta afirmou que o esposo confessou o abuso aos familiares e disse querer o perdão da filha.

LEIA TAMBÉM:

Pai é flagrado abusando da filha de oito anos

Padrasto mata bebê a socos, porque ela não queria dormir

Conforme o boletim de ocorrência, registrado por volta das 2h40 desta segunda-feira (22), a menina mandou uma mensagem para a mãe no domingo (21), via WhatsApp, dizendo: “mãe, meu pai está abusando de mim”.

Imediatamente a mulher ligou para a atual esposa do seu ex-marido, que confirmou o estupro, dizendo inclusive que a menina chegou a mostrar a ela um papel higiênico sujo de sangue. Em seguida, a madrasta da vítima disse à mãe: “sinto muito, ela contou para mim”.

A mãe da adolescente, que mora em Alta Floresta (790 km da Capital), veio imediatamente para Cuiabá para socorrer a filha. Ela chegou por volta das 21h20 desse domingo (21) e foi direto para casa do ex-marido, onde pegou a adolescente.

Ela começou a procurar ajuda e foi orientada a ir até a Central de Flagrantes de Cuiabá, onde o caso foi registrado. Segundo a vítima, o pai teria praticado sexo anal com ela. A mãe relatou à polícia que a madrasta da adolescente afirmou que seu marido confessou aos familiares ter abusado da filha, mas disse que queria o perdão da menina.

O delegado plantonista da Polícia Civil foi informado sobre o caso e, segundo o boletim de ocorrência, disse que se o suspeito fosse encontrado seria preso em flagrante. Uma equipe da Polícia Militar foi enviada à casa do suspeito.

Os policiais tiveram que pular uma cerca de arame e chamar o suspeito, que atendeu a equipe e negou ter abusado da filha. Ainda assim, ele foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Cuiabá, acusado de estupro de vulnerável.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

10 COMENTÁRIOS

  1. Simples todo estrupador merece ter seu órgão genital cortado ! E se voltar a cometer de novo esse crime bárbaro de outro forma , corta lhe fora oq ele usou e assim por diante !
    Pq uma desgraça dessa nunca vai parar . Todos os dias crianças são estrupadas, uma bebê de 10 meses foi encontrada pela mãe vomitando , sangrando e chorando muito , o companheiro da avó de 49 anos havia estrupado , foi preso , mas se sobreviver na cadeia e ser solto , vai voltar a cometer essa barbárie de novo , então corta pinto , mão , aí quero ver ele estrupar mais alguém e deixa a desgraça vivo p sofrer o resto da vida ! Ai sim é justiça !

  2. Bom dia! Enquanto esse vagabundos (político) de Brasília , não mudarem essas leis isso não vai para temos casos diários! Cada criança estrupada é culpa deles! Pq infelizmente não fazem nada a respeito! É uma barbaridade! Só Deus msm!

  3. Pedófilos e estupradores deveriam, além de pagar na cadeia por seus crimes, sofrerem castração química que é o que acontece com estes sarados em países de 1° mundo e até mesmo em alguns países subdesenvolvidos. Só que isto só vai se resolver quando acontecer com alguém da família de algum político ou de uma autoridade do alto escalão no Brasil.

  4. Tem que criar pelo menos uma medida provisória onde nesse tipode crime contra crianças,esses vermes tivessem o pinto podre cortado e todos os dedos das mão também.

  5. O nosso governantes tá morto tem que ter pena máxima no Brasil essas pessoas tem que ser fuzilados ,ou serem tirado pedaços de vagar pois quem sofreu essa merda vai continuar pois a cabeça e o corpo nunca será o mesmo

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNúmero de mortos em ataques no Sri Lanka sobe para 290
Próximo artigoA portas fechadas