Pai é preso por estuprar a filha de seis anos em MT

Ele ainda ameaçou bater na filha caso ela contasse a alguém sobre o abuso

(Ilustrativa/Ednilson Aguiar/O Livre)

Um pai investigado pelo estupro cometido contra sua filha de seis anos foi preso pela Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (22) em Novo São Joaquim (485 km a leste de Cuiabá).

O suspeito, de 53 anos, teve a ordem de prisão temporária decretada pela Justiça após investigação da Delegacia de Novo São Joaquim para apurar o crime.

No dia 15 de setembro a mãe da vítima procurou a Polícia Civil e informou que está separada do ex-marido e ele pediu para passar uns dias com a filha, em uma propriedade rural onde estava trabalhando.

No dia 14 de setembro, a mãe foi buscar a filha e, ao retornarem para casa, a criança contou que estava com assadura. A mulher comprou uma pomada e quando foi passar o medicamento percebeu que havia algo errado.

Ela perguntou o que havia acontecido, mas a menina relutou em contar por medo, pois o pai ameaçou a criança dizendo que bateria nela caso contasse para alguém. No entanto, a mãe insistiu e a menina acabou revelando o estupro.

Diante das graves informações, a Delegacia de Novo São Joaquim abriu uma investigação para esclarecer os fatos. A vítima foi encaminhada para exame de corpo delito, ouvida em depoimento especial e passou por atendimento com a equipe multiprofissional da Delegacia de Defesa da Mulher de Barra do Garças.

Com base nos indícios e evidências de crime, o delegado Pablo Rigo Borges representou pela prisão temporária do investigado, decretada pelo Poder Judiciário com manifestação do Ministério Público Estadual.

Após tomar conhecimento da investigação e temendo por ser preso, o suspeito fugiu. Porém, com o mandado de prisão expedido, os policiais civis realizaram diligências até localizá-lo na manhã desta quarta-feira (22).

O homem foi conduzido até a delegacia, interrogado e, posteriormente, será encaminhado para a Penitenciária Major Zuzi Alves da Silva, em Água Boa, ficando à disposição da Justiça.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCuiabá vai aguardar autorização do Ministério da Saúde para vacinar adolescentes
Próximo artigoConselheiros fazem acordo para evitar concorrência ao comando do TCE