Padrasto é acusado de estuprar enteada desde que criança tinha seis anos

Vítima atualmente tem 12 anos e contou à madrasta sobre os abusos

Imagem ilustrativa

Um homem de 29 anos foi acusado na madrugada desta segunda-feira (15) de estuprar a enteada desde que a criança tinha apenas seis anos. Hoje, a menina tem 12.

Os abusos, segundo a vítima, aconteciam na casa da mãe dela, no Bairro Coophema, em Cuiabá.

O pai da menina procurou a polícia e disse que a vítima e seu outro filho, de 10 anos, frutos de sua relação com a ex-companheira, moram com ele e, esporadicamente, passam alguns dias com a mãe, onde conviviam com o acusado.

Nesse domingo (14), a criança contou à madrasta que o suspeito, por várias vezes, entrou em seu quarto e abusou sexualmente dela tocando em suas partes íntimas. A criança, no entanto, não soube dizer se houve conjunção carnal.

A menina disse ao pai que nunca contou a ele por medo de causar confusão na família.

Ela falou ainda que, mesmo depois que sua mãe se separou do suspeito, ele continuou frequentando a casa. As visitas seriam para levar a pensão de uma irmã, mas com elas, o homem continuou cometendo os abusos.

A última vez que a criança foi estuprada foi em janeiro deste ano, enquanto a mãe dormia.

A vítima disse ao pai que, em 2018, contou sobre os abusos para a diretora de sua escola, mas nenhuma providência foi tomada e que os abusos acontecem desde que ela tinha seis anos.

O caso foi registrado como estupro de vulnerável e será investigado pela Polícia Civil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVárzea Grande abre novos leitos de UTI e enfermaria, mas eles não têm médicos
Próximo artigo“Talvez outra pessoa não suportasse”, diz Mourão, em defesa de Pazuello