Padrasto acusado de estuprar enteada criança e tratá-la como mulher é preso

O investigado também foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo

Imagem ilustrativa

Um padrasto procurado pela Justiça por crime de estupro de vulnerável praticados contra a enteada foi preso pela Polícia Civil, na última quinta-feira (19), em Matupá (695 km ao norte de Cuiabá). A ação resultou na apreensão de uma arma de fogo.

O suspeito, de 47 anos, teve o mandado de prisão preventiva decretado pelo juízo da Vara Única da Comarca local após investigação da Delegacia de Matupá visando apurar os crimes.

Além do cumprimento da prisão, o investigado também foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

As diligências iniciaram logo que o Conselho Tutelar acionou a Polícia Civil comunicando os abusos sexuais que a vítima vinha sofrendo há anos dentro de casa.

Ao ser ouvida em depoimento especial, a vítima relatou os abusos cometidos pelo companheiro da mãe, bem como o agressor a tratava como se fosse “mulher”.

Diante da gravidade dos fatos, o Ministério Público Estadual representou pela prisão do padrasto, deferido pelo Poder Judiciário.

Com a ordem judicial os policiais civis conseguiram localizar o investigado em uma região de garimpo. Na casa dele foi apreendida uma espingarda de calibre 28 sem registro.

Em seguida o suspeito foi conduzido até a Delegacia de Matupá, onde foi dado cumprimento ao mandado de prisão, bem como lavrado o flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Após a confecção dos autos, o preso foi colocado à disposição do Poder Judiciário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTemperaturas sobem um pouco, mas frio permanece neste fim de semana
Próximo artigoEntenda a diferença entre injúria racial e crime de racismo