Paciente gestante denuncia médico por abuso sexual em exame de ultrassom

Ela afirma que o médico fez "carícias" em suas partes íntimas durante o exame

Imagem ilustrativa

Uma jovem gestante de 28 anos denunciou um médico obstetra e ginecologista, de 45 anos, nessa quinta-feira (8) por, supostamente, ter abusado sexualmente dela durante uma ultrassom endovaginal.

Segundo relato da vítima, ela está grávida de cinco semanas e marcou e realizou uma ultrassom endovaginal, conforme recomendação médica, em uma clínica no Bairro Santa Marta, em Rondonópolis (220 km de Cuiabá).

Ela afirmou que já teve outros filhos e, por isso, já fez esse mesmo exame outras vezes, com outros médicos. No entanto, nunca havia passado por situação parecida com a dessa quinta-feira (8).

Durante a realização do exame, segundo a vítima, o médico teria feito carícias nas partes íntimas dela e, inclusive, introduzido o dedo no órgão genital dela, “entre outras manipulações e trejeitos libidinosos fora de contexto para o exame em questão”, disse a jovem.

Abalada com a situação, ela procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência contra o médico. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAgenda oficial do ministro
Próximo artigoQuatro drones são interceptados em oito dias nas penitenciárias de MT