Paciente do Hospital do Câncer ameaça chamar membro de facção para raspar a cabeça de funcionária

Segundo a vítima, as ameaças começaram depois que ela e o marido da suspeita estiveram na mesma festa

Uma funcionária do Hospital do Câncer de Cuiabá registrou boletim de ocorrência na manhã dessa segunda-feira (07) contra uma paciente que, segundo ela, começou a lhe fazer ameaças no dia anterior.

De acordo com a funcionária, depois que a suspeita descobriu que ela esteve na mesma festa que o seu marido, começou a lhe enviar mensagens de ameaça.

Uma delas, informou a funcionária do hospital, a paciente dizia que iria mandar o filho, detido no Pomeri, raspar-lhe a cabeça.

A vítima ainda relata, no documento, ter se sentido ameaçada devido a um histórico de violência e porque o jovem seria membro da facção “Comando Vermelho”.

Além das mensagens, a suspeita lhe teria enviando áudios e, no mesmo dia, feito um escândalo no Pronto-Atendimento do hospital, xingando-a de “vagabunda”, “piranha” e “puta nojenta”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS