Ossadas que podem pertencer a vítimas decapitadas em vídeo são encontradas em Cuiabá

Restos mortais podem estar relacionados às mortes do mototaxista Reinaldo Ribeiro de Barros e de Rubens Eloy da Silva

Foto: Assessoria Polícia Civil

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) localizou no início da tarde de quinta-feira (06), duas ossadas que podem estar relacionada às mortes do mototaxista Reinaldo Ribeiro de Barros e de Rubens Eloy da Silva. As vítimas foram decapitadas em fevereiro deste ano por membros de uma facção criminosa.

A equipe da DHPP foi acionada pelo Ciosp para atender uma ocorrência de encontro de ossada de duas vítimas, em uma propriedade rural, na estrada Coxipó Mirim, após o bairro Brasil 21. Os restos mortais foram localizados por um senhor, contratado para roçar o terreno.

No local, além das ossadas, foi localizada uma carteira com um boletim de ocorrência de extravio de documento em nome de Reinaldo Ribeiro Barros. A equipe de local de crime entrou em contato com a equipe que investiga as duas mortes, que subsidiou a ação com informações e vídeos da execução.

Em análise das circunstâncias, foi cogitado que as vestimentas e assessórios poderiam ser das vítimas Reinaldo e Rubens, sendo requisitadas as perícias devidas, inclusive exame de confronto de DNA.

Decapitados

Em fevereiro de 2018, Reinaldo Ribeiro Barros e Rubens Eloy da Silva foram executados a mando de uma facção criminosa, tendo como motivação a morte da grávida, Viviane da Silva Ângela, de 18 anos, cuja autoria foi imputada as vítimas. Na ocasião, um vídeo foi gravado mostrando as vítimas sendo decapitadas ainda com vida.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMelhores escolas públicas de ensino médio estão no norte do Estado, revela Ideb
Próximo artigoBolsonaro sobre ataque: “eu me preparava para um momento como esse”