Orquestra da UFMT encerra temporada com reapresentação de concerto tricentenário de Cuiabá

Sob regência do maestro Fabricio Carvalho, a OSUFMT recebe o pianista cuiabano Pedro Calhao nesta sexta-feira (07)

Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) realiza a última apresentação da temporada 2018 nesta sexta-feira (07), a partir das 20h, no Teatro Universitário. O espetáculo, que integra a Agenda Cuiabá Tricentenária e a programação de 48 anos da Universidade, faz parte da série “Gabriel Novis Neves”, cujo mote é a música erudita sinfônica. A entrada é gratuita e os ingressos já estão sendo distribuídos na Supervisão da Orquestra, no complexo do Centro Cultural no Câmpus de Cuiabá, das 08h às 11h30 e das 14h às 18h, com limite dois convites por pessoa.

Dividida em duas partes, a última apresentação de 2018 da Orquestra trará novos e antigos sentimentos ao público presente. A primeira parte é garantida por um programa que contará com canções de Franz Von Suppé (“Cavalaria Ligeira”), Samuel Barber (“Adágio para Cordas”) e Pyotr Ilyich Tchaikovsky (“Valsa das Flores”, do balé “O Quebra Nozes”).

“O repertório é bastante conhecido de todo o público. Já que é um concerto festivo, que integra a comemoração dos 48 anos da universidade e encerra a temporada da Agenda Tricentenária, programei obras conhecidas de conhecimento popular. A abertura da ‘Cavalaria Ligeira’ é muito famosa, quando começa a tocar todo mundo conhece. ‘Adágio para cordas’ foi trilha do filme ‘Platoon’ e é uma obra com densidade artística muito profunda que provca uma reflexão absoluta. Fecha a primeira parte do programa, faremos a ‘Valsa das flores’ do balé ‘O Quebra Nozes’ talvez a parte mais famosa”, explica o regente da Orquestra, maestro Fabricio Carvalho .

Já a segunda parte será a reapresentação da obra “Concerto Tricentenário para Piano e Orquestra”, cuja estreia mundial foi realizada pela Orquestra Sinfônica da UFMT em agosto deste ano. “Em função do sucesso que foi, com solicitação das pessoas que não puderam assistir a primeira apresentação e atendendo a um pedido da reitora, professora Myrian Serra, faremos a nova exibição que contará mais uma vez com a participação do pianista Pedro Calhao e do compositor da obra, Jether Garotti Jr.”, completa o maestro.

Ensaio aberto 

Uma das inovações realizadas durante esta temporada está mantida para a última apresentação de 2018: a realização de um ensaio aberto. Sempre realizado em horários alternativos à apresentação, desta vez a atividade será realizada na véspera do concerto, na quinta-feira (06), a partir das 19h. Neste evento, que também acontece no Teatro Universitário, não é necessária a retirada antecipada de convites.

Segundo Fabricio Carvalho, os ensaios abertos, além de trazer um público novo e desmistificar o acesso a um espetáculo de orquestra, contou com lotação entre 50% e 60% do espaço. “A experiência deu muito certo e certamente vamos continuar com ela em 2019”, finaliza.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorExportações de soja tem recuo de 5,26% em novembro
Próximo artigoInimigo número 1