Orçamento da União terá R$ 500 milhões para novas universidades, entre elas a de Rondonópolis

Valor será para manutenção das atividades, e não contempla obras nem questões estruturais

O Orçamento Geral da União (OGU) 2019 deve ter R$ 500 milhões para implantar novas universidades federais criadas neste ano. A Universidade Federal de Rondonópolis, desmembrada da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), está entre as que devem receber recursos, mas não foi divulgado o valor que será aplicado na unidade. Os recursos serão apenas a manutenção das atividades.

“Houve um avanço muito grande. A Lei Orçamentária [enviada ao Congresso] é muito restrita e essa emenda vem complementar as necessidades”, comentou a pró-reitora acadêmica da universidade, Analy Polizel.

A emenda que prevê o investimento foi aprovada pela Comissão de Educação do Senado e deve fazer parte do relatório do deputado Luciano Ducci (PSB-SC). “Os valores estão bem contemplados e temos que vencer as questões mais de caráter administrativas. São universidades importantes porque interioriza a formação universitária, ajudando a promover o desenvolvimento regional”, disse Ducci.

O senador Wellington Fagundes (PR) disse que é essencial a implantação das novas universidades para seguir com a expansão do ensino superior. Ele citou como exemplo Lucas do Rio Verde, que pleiteia um campus da UFMT, pois há apenas o campus de Sinop na região.

Fagundes destacou também a importância de continuar o debate sobre o modelo de universidade. Ele considera fundamental que o Plano de Desenvolvimento Institucional esteja centrado num amplo debate para identificar as carências e seu efetivo campo de atuação.

(Com informações da assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMarília Mendonça interage com fãs e fala da dieta e do novo estilo de vida
Próximo artigoPresidente da CNA diz que é preciso discutir medidas concretas para desburocratizar o país

O LIVRE ADS