Orçamento da União terá R$ 500 milhões para novas universidades, entre elas a de Rondonópolis

Valor será para manutenção das atividades, e não contempla obras nem questões estruturais

O Orçamento Geral da União (OGU) 2019 deve ter R$ 500 milhões para implantar novas universidades federais criadas neste ano. A Universidade Federal de Rondonópolis, desmembrada da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), está entre as que devem receber recursos, mas não foi divulgado o valor que será aplicado na unidade. Os recursos serão apenas a manutenção das atividades.

“Houve um avanço muito grande. A Lei Orçamentária [enviada ao Congresso] é muito restrita e essa emenda vem complementar as necessidades”, comentou a pró-reitora acadêmica da universidade, Analy Polizel.

A emenda que prevê o investimento foi aprovada pela Comissão de Educação do Senado e deve fazer parte do relatório do deputado Luciano Ducci (PSB-SC). “Os valores estão bem contemplados e temos que vencer as questões mais de caráter administrativas. São universidades importantes porque interioriza a formação universitária, ajudando a promover o desenvolvimento regional”, disse Ducci.

O senador Wellington Fagundes (PR) disse que é essencial a implantação das novas universidades para seguir com a expansão do ensino superior. Ele citou como exemplo Lucas do Rio Verde, que pleiteia um campus da UFMT, pois há apenas o campus de Sinop na região.

Fagundes destacou também a importância de continuar o debate sobre o modelo de universidade. Ele considera fundamental que o Plano de Desenvolvimento Institucional esteja centrado num amplo debate para identificar as carências e seu efetivo campo de atuação.

(Com informações da assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS