Operação resulta em 104 pessoas presas em flagrante

Os dois dias de operação Bairro Seguro resultaram na prisão de 104 pessoas em flagrante em Mato Grosso. A ação integrada teve início na sexta-feira (27.01) nos 141 municípios do Estado. Outras 47 pessoas foram presas em cumprimento a mandados de busca e apreensão e 48 em mandados de prisão, internação cautelar e prisão temporária.

A megaoperação resultou ainda na elaboração de 65 Termos Circunstanciados, recuperação de 16 veículos e na apreensão de nove armas de fogos e 34,4 quilos de drogas.

No município de Sinop, por exemplo, foram apreendidos 8,4 quilos de maconha. Uma das apreensões foi realizada pela equipe da Força Tática da Polícia Militar que apreendeu 6,4 quilos de substância análoga a droga após abordagem em um local utilizado para o uso e tráfico de drogas na cidade.

Os policiais haviam recebido denúncias informando que havia a possibilidade de encontrar drogas no local, que fica nas imediações do bairro Santa Rita, em Sinop. Uma pessoa foi conduzida à delegacia. Ainda durante as atividades integradas na cidade, um veículo foi recuperado e quatro armas de fogo foram apreendidas, além de quatro celulares e um veículo.

Foram cumpridos também mandados de busca e apreensão, bloqueios viários, abordagens a veículos e pessoas e fiscalizações a bares e conveniências realizadas pela Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Conselho Tutelar, Secretarias do Meio Ambiente, Tributos e Vigilância Sanitária.

A ação integrada foi deflagrada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) nas 15 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp). A operação visa prender autores de crimes de tráfico de drogas, roubos e homicídios nos municípios.

Participaram da operação as forças de segurança, Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e as especializadas, Batalhão de Operações Especiais (Bope), Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) e Grupo de Operações Especiais (GOE).

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBrasil tem mais de 450 inquéritos sobre trabalho escravo
Próximo artigoJuíza suspende ordem de Trump de restringir imigrantes

O LIVRE ADS