Operação Renegados: Justiça mantém envolvidos presos

Dentre os pedidos que foram apresentados está o de um ex-policial civil.

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

A 2ª Câmara Criminal de Cuiabá negou o habeas corpus de denunciados da Operação Renegados, realizada pelo Grupo de Atuação Especial contra Organizado (Gaeco). De acordo com as investigações, os supostos envolvidos integrariam uma organização criminosa que utilizava o aparato oficial da polícia para cometer crimes de concussão, corrupção, roubo e tráfico.

Dentre os investigados estão policiais civis e militares, além de ex-policiais.

O primeiro pedido negado foi o do ex-policial civil E.S.C. A defesa tentou reverter a prisão preventiva para a adoção de medidas cautelares. Porém, o pedido não foi acatado pela Justiça.

“Demonstrada a necessidade de resguardar-se a ordem pública, torna-se incabível a substituição da segregação por medidas cautelares”, frisa a decisão judicial.

A outra negativa foi para D.D.M.R, chefe de operação da Polícia Civil apontado como líder da organização criminosa, com a mesma argumentação quanto a necessidade de manutenção da prisão.

D.C.B.S. também entrou com o pedido de liberdade, mas não conseguiu a liberação. O suspeito é um dos investigados da operação e já havia sido detido anteriormente por se passar por policial civil.

Na argumentação para tentar revogar a prisão preventiva, D. alegou ser pai de uma criança de 12 anos, por isso, pleiteava a prisão domiciliar.

Entretanto, conforme a 2ª Vara Criminal da Capital, não foi comprovada a imprescindibilidade de D. no cuidado do filho.

Os acórdãos foram publicados no Diário de Justiça Eletrônico de sexta-feira (13).

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEsposa encontra marido com outra em motel e quebra tudo
Próximo artigoVídeo | Praça popular é palco de briga generalizada na noite desse sábado