Onda de calor: 35 idosos morrem em cidade de MT

Com idade entre 75 e 94 anos, eles chegaram à UPA com quadro de desidratação e descompensação do sistema imunológico

(Foto: Marcos Vergueiro/Secom-MT)

Na semana passada, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta vermelho para a região Centro Oeste: o calor excessivo poderia causar mortes. E foi o que ocorreu em Rondonópolis, a 200 km de Cuiabá. Trinta e cinco idosos morreram em decorrência das altas temperaturas.

Segundo o Inmet, as temperaturas estão 5ºC acima da média na região. Nesses casos, a onda de calor pode causar hipertermia, quando a temperatura corporal se eleva.

Em Rondonópolis, as mortes foram registradas entre os dias 21 de setembro e esta sexta-feira (9). Os óbitos ocorreram nos domicílios das vítimas. A idade dessas pessoas variam entre 75 e 94 anos.

O quadro de saúde, segundo a prefeitura, inclui descompensação do sistema imunológico e desestabilização orgânica generalizada. Segundo Vânia Scapin, diretora da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), os idosos chegam debilitados, desidratados e alguns morrem na porta da unidade.

LEIA TAMBÉM

“Nós temos percebido que nessas últimas semanas, em função das altas temperaturas na região, a maioria dos idosos já chegam debilitados e desidratados. Alguns já chegam em óbito na porta da UPA, a gente atribui a desidratação e alta temperatura desses pacientes”, afirma.

A recomendação da prefeitura é para que a população redobre os cuidados com idosos e crianças, nas faixas etárias mais propensa aos problemas causados pelo calor. Isso porque as temperaturas devem se manter altas nos próximos dias.

Na próxima semana, as máximas permanecerão entre 40ºC e 41ºC no município.

Para se proteger as recomendações são:

  • Evite a exposição direta ao sol, em especial, entre às 10 e às 16 horas.
  • Use chapéus e óculos escuros (especialmente para pessoas de pele clara). Proteja as crianças com chapéu de abas.
  • Use roupa solta, de preferência de algodão, e aplique sempre protetor solar.
  • Diminua os esforços físicos e repouse frequentemente em locais à sombra, frescos e arejados.
  • Aumente a ingestão de água ou de sucos de frutas naturais, sem adição de açúcar, mesmo sem ter sede.
  • Evite bebidas alcoólicas e com elevado teor de açúcar.
  • Faça refeições leves, pouco condimentadas e mais frequentes.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIncômodo eleitoral
Próximo artigoMulher trans de MT ganha nova voz após briga na Justiça contra plano de saúde