Oncologia da Santa Casa é fechada e crianças são colocadas no Pronto Atendimento

Hospital garante que pacientes estão isolados

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Mães de pacientes internados no setor de Oncologia da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá estão preocupadas com os caminhos da greve dos profissionais. Na quarta-feira (15), o setor foi fechado e todos os pacientes transferidos para o Pronto Atendimento. As mães pedem esclarecimentos. O hospital alega a falta de funcionários.

O LIVRE recebeu um vídeo no qual uma das mães relatava o ocorrido. Por telefone, a mulher, que preferiu não se identificar, contou que a mudança foi realizada na quarta-feira pela manhã. “Nós estávamos lá em cima e já nos falaram para descer pro PA”, contou. A justificativa seria o baixo número de funcionários em razão da greve que se instala na instituição.

Conforme o LIVRE noticiou, enfermeiros da Santa Casa entraram em greve no mês passado em razão da falta de pagamento que vinha se prolongando por mais de um mês. Médicos da unidade também aderiram à paralisação nas atividades. O problema central do hospital é uma crise financeira.

A mãe que conversou com a reportagem contou que alguns médicos já estão com salários atrasados há mais de cinco meses. “Tem médicos que estão desde o início do ano sem receber.E se acontece de outros médicos entrarem em greve, como é que vai ficar?”, questionou.

Uma enfermeira do hospital filantrópico revelou que foi adotada uma escala de plantão com os enfermeiros, a fim de garantir que ao menos 30% dos funcionários mantenha o atendimento aos pacientes. Conforme a assessora técnica da Santa Casa, Érika Carvalho, o hospital tem 51 pacientes nas áreas aberta e fechada (rede privada).

Uma das preocupações do grupo de mães era quanto a saúde das crianças da oncologia. Segundo ela, alguns pacientes precisam ficar em isolamento e, por isso, elas pediram uma explicação do hospital.

Ao LIVRE, a Santa Casa confirmou o fechamento da ala oncológica, mas informou que todos os pacientes que, de fato, precisam ficar isolados foram colocados em quartos separados no Pronto Atendimento.

Segundo relatou à reportagem, a oncologia possui nove pacientes, sendo cinco crianças. Dessas, três estão isoladas.

Crise financeira
Atualmente a Santa Casa apresenta um quadro de crise financeira que teria se agravado em razão de atraso nos repasses por parte do Poder Público. Ao todo, a dívida corrente seria de R$ 700 mil. A entidade, porém, é alvo de investigação do Ministério Público do Estado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMãe diz que hospital transferiu prematuro em banheira e denuncia negligência
Próximo artigoDos 27,4 mil registros de candidaturas, 8,4 mil são de mulheres