Oficina em preparação ao Maual ensina realizadores a armazenar conteúdos audiovisuais

Oficina gratuita com Valéria del Cueto, ocorre entre os dias 9 e 11 de outubro, no Coxiponés.

Quanto vale uma imagem? O que fazer e como formatar produtos audiovisuais com ferramentas disponíveis (de preferência gratuitas) enquanto um realizador prepara seu projeto? A vida passa pelos olhos e se dilui num story vertical que em 24 horas é dispensado da timeline das redes sociais da moda? Ou há recursos para, não apenas armazená-la, como, também, trabalhar sua decupagem e arquivamento?

Estas serão algumas questões discutidas na Oficina “Diálogo e Memória, Arte e Salvaguarda: Exercícios Audiovisuais”, ministrada pela realizadora audiovisual Valéria del Cueto, entre 09 e 11 de outubro (terça a quinta-feira), das 14h às 18h, na Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés.

A Oficina, que tem inscrições limitadas e gratuitas através do facebook.com/coxipones, é atividade preparatória para a MAUAL 2018 – 17ª Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina -, realizada pelo Cineclube Coxiponés da UFMT. A MAUAL acontecerá entre 15 e 20 de outubro, em duas sessões diárias, às 17h e às 19h30 (exceto na abertura e no encerramento da Mostra, que contarão apenas com programação a partir das 19h30), no Auditório do Centro Cultural.

Valéria del Cueto é fotógrafa,  jornalista e cineasta (diretora cinematográfica e de produção). Desenvolve pesquisas audiovisuais no âmbito do carnaval, atuando como fotógrafa da Bateria da Mangueira. É colaboradora do Getty Images e, no [email protected] de photodesign, produz objetos e peças exclusivas. No youtube mantém o canal del Cueto, onde está concentrada sua produção de vídeos e experimentos.

Planejamento e registro

A proposta da oficina envolve o compartilhamento de experiências de planejamento e registro audiovisual e um exercício de formatação de produtos online visando a criação e sistematização de um acervo digital de conteúdos audiovisuais produzidos por cada realizador. “Diante das inúmeras possibilidades de abordagens proporcionadas a cada lançamento de novas tecnologias, fica uma dúvida: surfar nas ondas das redes sociais ou desenhar linhas de observação e pesquisa audiovisual? Como conseguir manter – e preservar o material online?”, indaga Valéria del Cueto como provocação aos interessados em preservar os conteúdos audiovisuais no contexto da realização digital.

Entre exercícios de planejamento, filmagem, decupagem e armazenamento de conteúdos audiovisuais, a oficina também se propõe a conceber um produto coletivo baseado no uso de tecnologia móvel para registrar e agrupar diferentes visões e interpretações da MAUAL 2018.

Programação Maual

A programação oficial da MAUAL 2018, que além da exibição competitiva e informativa de curtas inclui debates sobre os filmes exibidos, oficinas, reunião de ações cineclubistas universitárias e independentes, pocket shows e performances artístico-culturais será divulgada na quinta-feira, 11 de outubro. Realizada pelo Cineclube Coxiponés da Universidade Federal de Mato Grosso através da Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência da UFMT, a 17ª MAUAL conta com a parceria dos cursos de Radialismo e de Cinema & Audiovisual da UFMT, da TV Universidade (TVU UFMT), do projeto ComunicArte UFMT, da Associação Mato-grossense de Audiovisual (MTCINE) e do SEBRAE-MT. As atividades relacionadas à MAUAL integram a Temporada Cultural e Artística UFMT 2018 e a Agenda Cuiabá Tricentenária da PROCEV/UFMT.

Para outras informações sobre a programação oficial da MAUAL 2018, consulte o site www.mostrauniversitariaufmt.com ou siga o Cineclube Coxiponés no Facebook /coxipones e no Instagram @cinecoxipones. Mais informações: (65) 3615-8349 (Thelma Saddi, Produtora Cultural do Cineclube Coxiponés da UFMT).

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVoto no partido
Próximo artigoEleitor que não votou tem 60 dias para justificar ausência