Oficial da PM acusado de prática de extermínio é preso por três operações

Além da Coverage, ele é investigado nas operações Assepsia e Mercenários 3

Ilustrativa / Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

Um mesmo oficial da Polícia Militar foi preso, na manhã desta quarta-feira (21), por três investigações. O 2º Tenente Cleber de Souza Ferreira é alvo das Operações Coverage, Assepsia e da terceira fase da Mercenários, deflagradas em conjunto pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

De acordo com o Ministério Público que pediu decretação de medidas cautelares contra o grupo – de prisão preventiva, busca e apreensão domiciliar e pessoal -,  também foram alvos do Gaeco os tenentes-coroneis Marcos Eduardo Ticianel Paccola e Sada Ribeiro Parreira, e o tenente Thiago Satiro Albino.

Desses, apenas o tenente coronel Paccola não foi preso, por conseguir habeas corpus antecipado no Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Eles são investigados por organização criminosa armada, obstrução de justiça, falsidade ideológica e inserção de dados falsos em sistema de informação.

Assepsia e Mercenários

Além da Operação Coverage, o tenente Cleber Ferreira é alvo terceira fase da Mercenários, por crimes de homicídios praticados em atividades típicas de grupo de extermínios.

Ele também é investigado pela Operação Assepsia, que apurou entrada de celulares na Penitenciária Central do Estado (PCE).