OAB quer apuração de atentado

OAB pediu atenção especial ao possível atentado sofrido por José Rodrigues

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O atentado que o ex-secretário municipal de Assistência Social José Rodrigues sofreu na quarta-feira passada (15) gerou repercussão na seccional de Mato Grosso da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT). No início da semana, o presidente da entidade, Leonardo Campos, pediu atenção especial ao caso por parte de instituições de segurança pública.

Na segunda-feira (20), dois ofícios foram expedidos pela OAB, endereçados ao procurador Regional Eleitoral, Douglas Guilherme Fernandes, e ao secretário de Estado de Segurança Pública (Sesp), Gustavo Garcia. Em ambos os documentos, o presidente da OAB cita que recebeu denúncia por parte de Zé Rodrigues, que é advogado licenciado, e pede apuração dos fatos.

Leia mais

Depois de denunciar atentado, candidato a deputado federal desiste de concorrer
Candidato a deputado mostra tiros no carro e diz que sofreu tentativa de assassinato

“Diante da tentativa de homicídio narrada pelo causídico, solicitamos a especial atenção de Vossa Excelência, determinando a apuração rigorosa e imediata dos fatos ocorridos, bem como adotando medidas que resguardem a integridade física do advogado e de sua família”, diz trecho do pedido.

Zé Rodrigues, que foi secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) por três governos, e também já esteve à frente da Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Humano pela Prefeitura de Cuiabá na gestão do ex-prefeito Mauro Mendes (DEM), era candidato à deputado federal pelo PRP. Depois do atentado, ele anunciou, na segunda-feira (20), a desistência do pleito.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEscolas de Pacaraima têm superlotação com entrada de venezuelanos
Próximo artigoSeis pessoas morrem em menos de 48 horas vítimas do trânsito no Nortão de Mato Grosso