“O vereador que invadiu a igreja de Curitiba deveria ser preso”, diz Eduardo Bolsonaro

O deputado criticou o vereador petista que liderou uma manifestação contra uma igreja católica em Curitiba

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), comentou sobre o vereador curitibano Renato Freitas (PT), que invadiu uma igreja durante uma manifestação de esquerda. De acordo com o deputado, o petista deveria ser preso pelo que fez.

Em entrevista ao programa Opinião no Ar, da RedeTV!, nesta quarta-feira (09), Eduardo Bolsonaro afirmou que o vereador intimidou as pessoas e cometeu um crime ao invadir a igreja.

“Esse vereador deveria ser preso, para intimidar as pessoas que porventura estejam pensando em invadir igrejas. A punição tem um efeito preventivo. Ela desestimula aqueles que estão inclinados a cometer crimes”, afirmou Eduardo ao comentar o episódio.

Leia também:

Sem punibilidade

Eduardo também comentou sobre a falta de punibilidade no ato de vereador e afirmou que esse tipo de ações não podem passar em branco na sociedade.

“Está na hora de a gente chamar as coisas pelos nomes. Isso não é normal, tem que ser repudiado”, prosseguiu o deputado. “Temos que alertar a sociedade. Não dá para conviver com um vereador que invade uma igreja e não acontece nada com essa pessoa.”

Relembre o atentado

Durante o último sábado (05), o vereador petista Renato Freitas invadiu uma igreja em Curitiba durante uma missa e ofendeu os fiéis durante a cerimônia religiosa.

O petista liderava um grupo de manifestantes que hostilizaram e xingaram alguns fiéis os chamando de “fascistas” por estarem ali.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFederação validada
Próximo artigoPrefeito faz apelo a pais pedindo que acreditem na ciência e vacinem seus filhos