O temor de Zaqueu

Ex-comandante-geral da PM pediu novo interrogatório para garantir “direito ao contraditório”

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Mais um dos militares denunciados pelo esquema de escutas telefônicas ilegais em Mato Grosso teve o pedido para novo interrogatório atendido pelo juiz Marcos Faleiros, da 11ª Vara Criminal de Cuiabá. O pedido foi feito pela defesa do coronel Zaqueu Barbosa, ex-comandante-geral da Polícia Militar, no dia 15 de março.

O pedido de reinterrogatório foi feito depois que a Justiça concedeu o mesmo direito ao cabo Gerson Luiz Corrêa, acusado de ser o operador do esquema, e ao coronel Evandro Lesco, ex-chefe da Casa Militar. Os dois alegaram ao juízo que ainda há fatos não esclarecidos e, assim, pediram uma nova oportunidade para falar. Ao aceitar o pedido, o magistrado observou a possibilidade de delação de um dos envolvidos.

Já o pedido do coronel Zaqueu Barbosa foi formulado visando a garantir “o princípio do contraditório e da ampla defesa”. A informação é de que ele temeria o novo depoimento dos outros envolvidos. Em audiência em julho de 2018, Zaqueu chorou ao se lembrar de quando entregou o cargo. Ele negou ter ciência dos grampos ilegais.

A audiência do ex-comandante-geral foi marcada para 16 e 17 de julho, com início às 13h30, mesmos dias em que serão ouvidos Gerson e Lesco. Com os novos interrogatórios, a audiência de instrução e julgamento, que estava prevista para os dias 20, 21 e 22 de março, foram suspensas.

Leia o que disseram os envolvidos nas primeiras audiências dos grampos:

Cabo Gerson responsabiliza Paulo e Pedro Taques por esquema de escutas

“Selma sabia que denúncia foi forjada para inserir números em grampos”, diz cabo Gerson

Lesco diz que desconhece “Sentinela” e que acusações contra ele são falsas

Zaqueu chora em audiência sobre caso dos grampos

Envolvido no caso dos grampos diz que tomou analgésicos e pede para não depor

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMenores de 16 anos precisam de autorização judicial para viajar sozinhos
Próximo artigoDepois de ter moto apreendida, rapaz tenta enganar a polícia e se dá mal