O LIVRE deseja parabéns a Cuiabá com reportagem especial

Para comemorar esta data, O LIVRE lança a sua  primeira reportagem especial utilizando a tecnologia parallax effect

Praça Alencastro, Prefeitura Municipal (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Oito de abril, a nossa querida Cuiabá faz mais um aniversário. Neste turbulento ano de 2018, a capital mais antiga do Centro-Oeste do Brasil chega aos seus 299 anos. 

O LIVRE, ciente da sua responsabilidade como veículo de informação, dá os parabéns a todos os cuiabanos e também àqueles que escolheram Cuiabá para viver. Nossos votos são de que os anos que vêm adiante sejam ainda mais promissores do que aqueles que ficaram para trás. 

Para comemorar esta data, O LIVRE lança a sua primeira reportagem especial utilizando a tecnologia parallax effect. Com ela, é possível tirar um retrato mais próximo da realidade em nossas reportagens, com elementos visuais e ferramentas multimídia interativas que, somadas, resultam em um trabalho final mais bonito e interessante para você, nosso leitor. 

Para reportagem de estreia, escolhemos um tema que há muito vem sendo debatido sem muitos avanços reais – infelizmente. O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) devia ser um marco no avanço urbanístico de Cuiabá. Mas não foi o que aconteceu, porque as garras da corrupção já haviam determinado outro destino para o dinheiro que custearia essa obra. 

O curioso é que, há 166 anos, outra promessa sobre trilhos já havia sido feita aos cuiabanos. E também nunca foi cumprida. Cuiabá avança, apesar das promessas de melhoria feitas pelo poder público e que são recorrentemente descumpridas. 

Nesse apanhado histórico, queremos desejar um novo futuro à cidade. Um futuro que seja cheio do presente, não de promessas para daqui a tantos anos. Um futuro prático, que mostre ao cuiabano e ao restante do Brasil o espaço que a capital de tantas frentes – do agronegócio, do meio ambiente, do Pantanal e da gente hospitaleira – deve ocupar no futuro deste país. 

O LIVRE deseja feliz aniversário a Cuiabá com mais este presente jornalístico. Nossa missão é, ao mesmo tempo, ser a sua voz, caro leitor, e informá-lo sempre mais – e melhor.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHá 166 anos à espera do trem
Próximo artigoBaterista carioca lança disco cheio de groove, dedicado ao jazz rock

O LIVRE ADS