Número de trabalhadores cresceu entre 2018 e 2019 em Mato Grosso

Pesquisa do IBGE mostra que homens e brancos têm maior rendimento mensal na comparação com mulheres e pretos

A população com ocupação em Mato Grosso teve leve melhora entre 2018 e 2019. A pesquisa Síntese de Indicadores Sociais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que, em 2018, 1.622 milhão dos habitantes de Mato Grosso tinham algum trabalho com renda fixa. E esse número cresceu para 1.698 milhão no ano seguinte, acumulando alta de 4,6%. 

Houve maior crescimento na parcela de trabalhadores informais do que entre os informais. No mesmo período, as pessoas ocupadas sem carteira assinada passaram de 136 mil, em 2018, para 148 mil em 2019, alta de 8,8%. 

Já os trabalhadores formais, apesar de sair a maioria, teve crescimento pela metade na comparação. Subiu de 960 mil para 1.002 milhão (4,3%). 

Rendimento 

Conforme a pesquisa, o rendimento médio real dos trabalhadores ficou em R$ 2.194 em Mato Grosso no ano passado. Na divisão por gênero, o rendimento foi maior para homem.  

O trabalho principal dele rendeu ao mês R$ 2.448. Entre as mulheres, ganho real foi de R$ 1.829.  Por raça, a população branca teve rendimento médio de R$ 2.786, os pretos ou pardos tiveram ganho de R$ 1.933. 

Em Mato Grosso, 57,6% dos trabalhadores trabalham habitualmente entre 40 e 44 horas por semana; 16% trabalham entre 15 e 30 horas semanais; 10,8% trabalham 49 horas ou mais.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIbope: Abílio e Emanuel na frente
Próximo artigoPai é preso por trancar filha em casa cercada por restos de comida e estuprá-la