Novo Pronto Socorro de Cuiabá deve ter a mesma gestora do Hospital São Benedito

Prefeito explicou que escolha da gestão depende da autorização do conselho de saúde

(Foto: Ednilson Aguiar / O Livre)

O novo Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá, que deve começar a funcionar no mês de dezembro, pode ter a mesma gestão que o Hospital Municipal São Benedito. Para o prefeito Emanuel Pinheiro, a Empresa Cuiabana de Saúde, que gerencia a unidade médica, tem sido exemplo. Além disso, ele acredita que a medida poderá “desafogar” a Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Emanuel Pinheiro revelou que é sua vontade que a nova unidade de saúde de Cuiabá seja administrada por uma empresa 100% pública, como é a Empresa Cuiabana. A entidade foi criada em 2013, na gestão do ex-prefeito Mauro Mendes, por decreto, e é autorizada a administrar todas as unidades ligadas à SMS, mediante aprovação do Conselho Municipal de Saúde.

Para Pinheiro, passar a gestão à Empresa, que é vista como bom exemplo de administração, pode desafogar a Secretaria de Saúde. Dessa forma, a empresa pública fica responsável pelas unidades de média e alta complexidade, enquanto a Pasta cuida dos primeiros níveis de atenção à saúde.

“Hoje, 50% dos recursos da saúde e 70% da nossa energia e do nosso tempo são gastos com o atual Pronto-Socorro de Cuiabá, e isso vem há décadas. Se nada for feito para colocar o dedo na ferida e virar a página da saúde pública da Capital, eu serei mais um, e virá outro e vai ser a mesma coisa. E eu não vim para isso, não vim para a mesmice”, disse.

Conforme o prefeito, após a aprovação do conselho, a divisão de esforços se inverte: a secretaria de Saúde passa a gastar 70% dos recursos com a atenção básica, que são os postos e unidades básicas de saúde, e centros de especialidades. Além disso, também faria a gestão da atenção secundária, que envolvem as policlínicas e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Dessa forma, a empresa pública fica com a gestão dos serviços de urgência e emergência, que são terciárias e envolvem procedimentos de alta e média complexidade.

“A empresa gere muito bem o [Hospital] São Benedito e pode construir esse modelo de gestão para o novo Pronto-Socorro. Deixa a gente aqui, na administração direta, cuidar da atenção básica, porque é lá que está 100% da população cuiabana”, afirmou.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPapai Noel Pantaneiro chega ao 3 Américas neste domingo em “parada natalina”
Próximo artigoPF e Ibama realizam operação contra a exploração ilegal de madeira em assentamento