Novato, advogado é o segundo mais rico na disputa ao Senado

Segundo suplente da chapa declara patrimônio de R$ 10,7 milhões

Euclides Ribeiro (Foto: Reprodução)

Estreante na política, o advogado Euclides Ribeiro (Avante) é o segundo candidato mais rico na disputa da eleição suplementar ao Senado que ocorre no dia 15 de novembro. No total, são R$ 22,365 milhões em patrimônio declarado perante a Justiça Eleitoral. O candidato está atrás apenas do empresário Reinaldo Morais.

No rol dos bens mais valiosos consta a participação nas ações do capital social da empresa Lar Participações S/A no total de R$ 5,8 milhões. Também consta propriedade de uma casa de R$ 2,8 milhões no condomínio Florais, um dos mais luxuosos de Cuiabá, e um apartamento residencial no Brooklyn Paulista, área nobre de São Paulo (SP).

Euclides ainda declarou que emprestou R$ 3,350 milhões ao empresário Edson Luiz Ribeiro da Silva, vice-presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC).

Há ainda uma aplicação financeira de R$ 2,778 milhões, participação no capital social da empresa APL Participações Societárias S/A de R$ 1,793 milhões e aplicação em fundo de investimento imobiliário de R$ 1,4 milhão e também dois veículos, sendo um Porsche e uma Mercedes Bens que somam, juntos, R$ 500 mil.

A relação se completa com saldo em contas bancárias, investimentos em bancos e quotas de participação em empresas privadas.

A candidata a primeira suplente, servidora pública aposentada Francileide Passos declarou patrimônio modesto: o total de R$ 430 mil dividida em uma casa no município de Rondonópolis (225 km ao Sul de Cuiabá) e dois veículos automotores.

Já o candidato a segundo suplente, empresário Ernando Cardoso (PDT), declarou patrimônio de R$ 10,7 milhões. A maior parte dos bens está concentrada na empresa da 7Sete Agroindustrial.

Há ainda uma casa no condomínio Belvedere, um dos mais luxuosos de Cuiabá, na ordem de R$ 1,3 milhão e outro imóvel no município de Porto Alegre do Norte, interior de Mato Grosso, avaliada em R$ 1,6 milhão.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPublicitária morre de AVC
Próximo artigoQueimadas no Pantanal: do uso sustentável do fogo ao prejuízo dos pecuaristas