Novas medidas restritivas para Cuiabá devem ser publicadas até segunda-feira (29)

Emanuel Pinheiro e Kalil Baracat, ambos do MDB, querem decretar medidas restritivas que sejam comuns para Cuiabá e Várzea Grande

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), deve publicar as novas medidas restritivas contra covid-19 até a próxima segunda-feira (29). Mudando o tom dos últimos discursos, Pinheiro não descartou a possibilidade de um lockdown.

Nesta sexta-feira (26), ele e o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, também do MDB, se reuniram em uma “troca de experiências”. Segundo Pinheiro, a ideia é iniciar um diálogo para a adoção de medidas emergenciais a serem aplicadas nas duas cidades.

A tendência é que ações sejam mais rígidas que as baixadas nessa quinta-feira (25) pelo Governo de Mato Grosso. 

LEIA TAMBÉM

“Hoje foi uma conversa, uma troca de experiências dos decretos. O tanto quanto for possível vamos baixar o decreto junto. Caso contrário, cada um vai ter sua autonomia. Vou estudar, analisar e quero anunciar no mais tardar segunda-feira”, informou Pinheiro.

As divergências, porém, já apareceram. O impasse, até agora, é que os prefeitos não veem o mesmo grau de necessidade de algumas atividades, por exemplo, salões de beleza e academias de ginástica. 

Decreto estadual

O decreto do governo estadual concede prazo de 48 horas para os municípios elaborarem e anunciarem as medidas mais rígidas para o controle do contágio. O governador Mauro Mendes (DEM) manteve algumas regras do decreto anterior (toque de recolher e horário funcionamento do comércio) e transferiu outras medidas para os municípios. 

Os prefeitos terão que, por exemplo, estabelecer turnos de trabalho para os segmentos da economia, com o objetivo de reduzir a circulação de pessoas nos horários de pico, no começo da manhã, ao meio-dia e no fim da tarde.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Respeito todas a s normas que forem descidi,sou autônomo na área de barbearia (Beleza),por podia continuar seguindo mesmo decreto,mas fecha de vez já é demais,pois eu msm não tenho outra fonte de renda a nao ser da barbearia.
    Não adianta fecha salões de beleza e academia,sendo que as festas clandestina Ainda continua e ninguém respeita.
    Vejo por ia bares,lanchonete e quintal de muitos vizinhos que ta cheio de gente aglomerada.
    Se dentro de casa povo reunia muitas pessoas pq fez os estabelecimentos?

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLockdown em MT
Próximo artigoJuiz cita sentimento de impotência ao negar pedido de UTI para idosa internada com covid-19