Nova votação da CPI do Paletó

Com ampla maioria na Câmara de Cuiabá a favor do prefeito Emanuel Pinheiro, relatório tende novamente a ser rejeitado

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Câmara Municipal de Cuiabá vota a partir das 9h desta terça-feira (30) o relatório final da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Paletó. A sessão extraordinária foi convocada pelo presidente do Legislativo, vereador Misael Galvão (PTB).

Em julho, por 13 votos contra 9, a maioria dos vereadores decidiu rejeitar o pedido de afastamento do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e abertura de uma comissão processante para cassá-lo do mandato.

Agora, os pedidos novamente serão julgados pelos vereadores, após o vereador Marcelo Bussiki (DEM) ter ingressado com um mandado de segurança e o juiz Carlos Roberto de Campos ter acolhido o pedido de suspensão da sessão que rejeitou o relatório final da CPI.

Com ampla maioria na Câmara Municipal de Cuiabá a favor do prefeito Emanuel Pinheiro, o relatório tende novamente a ser rejeitado pela maioria dos vereadores.

Emanuel Pinheiro é atualmente candidato à reeleição em Cuiabá pelo MDB.

A CPI foi aberta após vir à tona um vídeo no qual o prefeito coloca em seu paletó uma quantia de R$ 50 mil entregue por Silvio César Corrêa de Araújo, ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa. O vídeo foi entregue pelo ex-governador no termo de colaboração premiada firmada com a Procuradoria Geral da República (PGR).

A Justiça Federal já abriu ação penal contra Emanuel Pinheiro e outros 11 ex-deputados pela suspeita de “mensalinho” de R$ 50 mil. Emanuel Pinheiro nega o recebimento de qualquer vantagem indevida e cita sempre que o dinheiro recebido é referente a uma prestação de serviço que seu irmão tinha a receber.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPantanal MT Hotel é ponto de apoio de veterinários que resgatam animais feridos pelo fogo
Próximo artigoCombatendo ansiedade à mesa? Listamos 4 alimentos que podem te ajudar