A nota da nota da nota da nota

Para sorte do meio ambiente, festival de notas do PSD acontece na era digital

O PSD acaba de criar um novo formato de briga: por meio de nota e usando a imprensa. As divergências internas do partido tomaram conta dos veículos de comunicação, expondo a falta de diálogo e o conflito de interesses dos filiados. Somente nesta semana foram pelo menos meia dúzia de notas ou cartas.

De um lado, o presidente regional Carlos Fávaro, que defende com unhas e dentes a posição de independência do partido em relação ao governo Pedro Taques e afirma que não aceitará “dois lados” dentro da sigla.

Do outro, os deputados estaduais Gilmar Fabris, Wagner Ramos, Pedro Satélite e Ondanir Bortolini, o Nininho, que decidiram, por eles mesmos, permanecer na base e trabalhar pela reeleição do governador.

Se, hoje, tudo ainda fosse na base do papel, pobre do Meio Ambiente. Por sorte, o festival de comunicados do PSD, um contrariando o outro, está acontecendo na era digital.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFoi um 6.8. E se tivesse sido um 9.5?
Próximo artigoMeirelles confirma que deixa pasta da Fazenda; secretário executivo assume