Nos meus 4 anos, nunca deixei fechar

Mauro Mendes reconhece culpa do Estado, mas ressalta responsabilidade dos prefeitos

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Ao falar sobre a situação da saúde pública de Mato Grosso nesta terça-feira (19), o governador Mauro Mendes (DEM) reconheceu a parcela de culpa do Estado, mas ressaltou a responsabilidade dos prefeitos em manter as unidades hospitalares em funcionamento.

“A saúde pública de Mato Grosso está numa situação extremamente ruim. Pegamos a saúde um caos, mais de R$ 400 milhões de restos a pagar, dívidas com fornecedores, consórcios, prefeituras. Estamos trabalhando para enfrentar esses problemas, mas nos meus quatro anos como prefeito nunca deixei a Santa Casa fechar”, disse o governador numa referência ao fechamento da Santa Casa da Misericórdia de Cuiabá.

Ainda em relação à unidade da Capital, Mauro Mendes declarou que, como governador, não pode olhar apenas para um município. “Mas já começamos um programa de regularização dos repasses”.

A Santa Casa está com os atendimentos paralisados desde o dia 11. A prefeitura chegou a firmar um compromisso de repasse de R$ 3,6 milhões, que serviriam para pagar os salários atrasados dos funcionários, mas acabou recuando devido às investigações contra a antiga administração da unidade. De acordo com o município, é a Santa Casa que deve R$ 24 milhões para a prefeitura. Em meio à crise, a União alegou que não pode liberar R$ 12 milhões para o hospital, recursos que eram de emenda de bancada.

No último dia 15, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) disse que iria esperar mais uma semana para decidir se decreta ou não a intervenção no contrato do município com a unidade. Até lá, os pacientes que fazem tratamento na Santa Casa serão realocados para outros hospitais da Capital e o contrato seguirá suspenso. Com a medida, a Santa Casa foi bloqueada no sistema de regulação e os novos pacientes que iriam para lá estão sendo reagendados.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMT e RO vão trabalhar em conjunto para retirada da vacina contra aftosa
Próximo artigoFestival Braseiro inicia venda de ingressos amanhã