No interior, sete são presos por embriaguez ao volante em 8h de operação

A fiscalização de trânsito em Juína começou às 21h de sexta-feira e finalizou às 5h do sábado

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Em pouco mais de oito horas de operação da “Lei Seca” nas cidades de Juína e Castanheira, sete motoristas que dirigiam sob efeito de álcool foram conduzidos à Delegacia da Polícia Judiciária Civil, na madrugada de sábado (9). A fiscalização de trânsito começou às 21h de sexta-feira (8) e finalizou às 5h do dia seguinte.

Todos os motoristas foram autuados em flagrante no crime de dirigir sob efeito de álcool ou substância psicoativa. Na fiscalização, também foram realizadas buscas veiculares com o foco na apreensão de drogas, armas e outros ilícitos.

Delegado de Juína, Marco Bortolotto Remuzi reafirmou que as ações estão sendo realizadas rotineiramente para retirada das ruas de motoristas que insistem em dirigir após o consumo de bebidas alcoólicas, colocando em risco a vida deles e de terceiros.

Flagrantes

Entre os conduzidos está um homem de 31 anos, que dirigia um automóvel Gol na Avenida JK. Ele perdeu a direção do veículo e caiu em uma valeta. A Polícia foi acionada e, no local, encontrou o motorista com sinais visíveis de embriaguez. Ao ser submetido ao teste do bafômetro ele apresentou 1,46 mg/, índice considerado muito superior ao permitido por lei.

Um motociclista de 28 anos foi abordado e também submetido ao teste. Ele foi detido após bater a motocicleta na traseira de um veículo na Avenida Mato Grosso. O rapaz contou aos policiais ter ingerido um litro de cachaça. A motocicleta também foi apreendida.

Outro jovem de 24 anos que dirigia um Golf apresentou embriaguez no teor de 0,53mg/l por ar expelido dos pulmões. Já um condutor de 53 anos, que trafegava com os faróis apagados pela cidade de Juína, quando abordados pelos investigadores foi constatado 0,88mg/l de álcool em seu organismo.

Em mais um flagrante de desrespeito às leis de trânsito, um motorista de 34 anos foi preso ao conduzir uma caminhonete que transitava em “zig zag” colocando em risco a vida de pedestres, outros motoristas e a sua própria integridade física. Ele foi abordado e, ao realizar o teste, constatou 1,00 mg/l de embriaguez.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRosana Leite: “Deve se compreender o feminismo como igualdade, jamais superioridade”
Próximo artigoDenunciado no Dia da Mulher, homem é preso por ameaçar vazar fotos íntimas